Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (segunda-feira)
Segunda, 13/08/2012

Uma jovem suspeita de fogo posto e duas demolições de construções ilegais dominam hoje a imprensa em chinês de Macau, enquanto que os anúncios de Chui Sai On anti-inflação e um diferendo entre um empresário e as Obras Públicas dominam a imprensa em português e inglês de Macau. Nos jornais que nos chegam de Hong Kong, o destaque vai para o encerramento dos Jogos Olímpicos e as medalhas chinesas.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O jornal Va Kio destaca no título principal o caso de uma jovem de 18 anos, aluna do ensino secundário, suspeita de fogo posto, alegadamente para chamar a atenção do pai e do namorado.

 

Outra notícia nesta primeira página dá conta de que o Governo procedeu a mais duas demolições, desta vez de dois terraços construídos ilegalmente. Sobre este tema, o jornal destaca o apelo do Executivo para que a população preste atenção sobre se há suspeitas de construções ilegais antes da compra de bens imóveis.

 

No jornal Ou Mun, destaca-se a chegada a Macau, hoje, da delegação de astronautas chineses e, ainda, a jovem suspeita de fogo posto e a demolição de dois terraços construídos de forma ilegal.

 

Informa ainda o Ou Mun que os atletas chineses que conquistaram medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres vão visitar Macau.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

Esta manhã, a notícia que marca a actualidade local na Ou Mun Tin Toi diz que há uma fila à porta dos Serviços de Correios de pessoas à espera de comprarem os selos e carimbos comemorativos da missão espacial chinesa.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Aumentos anti-inflação não satisfazem”, lê-se na manchete do Jornal Tribuna de Macau (JTM). “Governo vai gastar quase mil milhões de patacas para aliviar pressão”, mas, acrerscenta o jornal, “alguns deputados não se mostraram convencidos”.

 

Em grande destaque na primeira do JTM surge, ainda, a notícia de que “Projectos do Instituto Cultural estão atrasados – Cinema de Arte e Farmácia Chong Sai só para 2013”.

 

Dois títulos encimam a primeira página do jornal: “Empresário Liu Chak Wan em diferendo com a DSSOPT sobre terrenos no Fai Chi Kei” e “Bares junto ao Nam Van vão ser desocupados até ao final deste mês”.

 

O jornal Hoje Macau destaca a ida do Chefe do Executivo à Assembleia Legislativa, na passada sexta-feira. Escreve o jornal que “Tradição vale mais que a defesa das mulheres – Chui Sai On pouco inclinado para transformar violência doméstica em crime público”. Explica o jornal que “presença do Chefe do Executivo na Assembleia trouxe respostas aos deputados mas também declarações inesperadas. Como uma nova visão para ‘salvar’ casamentos que é afinal tão antiga.

 

Outras notícias chamadas à primeira página: “Convento na Ilha Verde com nova confusão – Executivo diz ter projecto desde 2002 e surgiu outro proprietário” e “Julgamento da mulher de Bo Xilai – ‘Esgotamento’ foi a razão dada para justificar morte.

 

No Ponto Final, “Terrenos da discórdia” é o título sobre o tema a merecer o maior destaque. “Liu Chak Wan enfrenta a ameaça de perder dois terrenos no Fai Chi Kei, por não ter desenvolvido qualquer projecto em quatro anos; e por insistir em uni-los (...).”

 

Ainda em grand destaque surge o presidente da Associação de Futebol de Macau e uma declaração do dirigente desportivo: “Contratar árbitros internacionais”. Chong Coc Veng “responde às duras críticas de dirigentes e treinadores, admitindo que é preciso contratar árbitros internacionais”.

 

Noutros títulos, o jornal destaca o anúncio, por parte de Chui Sai On, de “quase 939 milhões de patacas em apoios sociais”, “três negócios da Sands China investigados pelas autoridades norte-americanas, e Nick Tai, pintor que expõe na AFA a partir do dia 24.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

No Macau Daily Times, o jogo e a segurança social são os destaques escolhidos a propósito da intervenção do Chefe do Executivo. O diário dá conta do apelo de Fernando Chui Sai On aos casinos, para que “tomem melhor conta dos trabalhadores”, e refere ainda o anúncio de que o Fundo de Segurança Social vai receber 37 mil milhões de patacas até 2016.

 

Noutro tema em destaque no Macau Daily Times, pode ler-se que, em apenas meia hora, foram distribuídos “mil bilhetes gratuitos para a delegação da Shenzhou 9”.

 

O Macau Business Daily também puxa para manchete a deslocação de Fernando Chui Sai On à Assembleia Legislativa, com o tema da habitação: “Casas económicas mais fáceis de obter mas ainda não são para todos.”

 

Noutro destaque da primeira página, o diário económico escreve que “há muitas oportunidades no mercado de massas.” Uma alusão às palavras de Carlos Siu Lam, um perito na área do jogo, que hoje dá uma entrevista ao jornal.

 

Já no Macau Post Daily Independent, o grande tema desta segunda-feira é o aumento das contribuições para o Fundo de Segurança Social. O jornal escreve que “os representantes da ala empresarial e da ala laboral estão de acordo” quanto a este reforço. O diário sublinha, no entanto, que ambas as partes entendem que é preciso mais tempo para debater se a proposta do Governo de duplicar o valor das contribuições é ou não aceitável.

 

Ainda na primeira do Macau Post, destaque para um crime: “Jovem de 18 anos suspeita de fogo posto para ‘testar’ o pai e o namorado.”

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post destaca hoje “o tributo dourado no fecho dos melhores Olímpicos de sempre” – É tempo de festa para os atletas, com a equipa chinesa a merecer o aplauso pelo segundo lugar no quadro de medalhas e, continua o jornal, também Londres merece elogios por ter organizado uns Jogos “espectaculares”.

 

Outra notícia em foco: uma criança do continente, de três anos, abandonado pelos pais, vai receber em Hong Kong tratamento pioneiro à base de células estaminais.

 

No jornal The Standard, o tema que domina está também relacionado com os Jogos Olímpicos. Um adepto foi vítima de colapso depois de ter passado várias horas acordado colado à televisão para assistir à cobertura do evento de Londres.

 

Outra notícia: caça ao homem na China – trata-se do suspeito da morte de um polícia, e oferece-se uma recompensa de três milhões de renminbis.

 

No China Daily, na manchete lê-se que “nova lei visa vistos de trabalho”. Proposta em análise na China, diz que os tribunais não vão proteger os direitos dos trabalhadores estrangeiros que não tenham visto de trabalho.

 

Em grande foco, aind,a os Jogos Olímpicos. “Momentos para recordar”, escreve o jornal oficial chinês em língua inglesa.

 

Mais um título nesta primeira página: banco estatal financia grandes empresas nos processos de privatização – é uma nova estratégia empresarial para os lucros.