Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Mais crimes na primeira metade deste ano
Quinta, 09/08/2012

A criminalidade aumentou em Macau no primeiro semestre do corrente ano. Trata-se de uma subida de cinco por cento, que se traduz em 294 crimes registados nos primeiros seis meses de 2012, em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

A subida da criminalidade é influenciada por mais 14 crimes registados contra pessoas, onde se verificou um aumento de 1,2 por cento. No total, foram registados mais de 1200 casos deste tipo de delito.

 

A criminalidade violenta também disparou (mais 17 por cento), com uma subida de 50 casos – as autoridades destacam roubos e extorsões.

 

O aumento dos crimes tem sido relacionado, nos últimos meses, com a actividade das seitas, mas o secretário para a Segurança, Cheong Kuok Va, diz que a situação está controlada. "A polícia está muito atenta quanto às actividades delituosas praticadas por grupos de crime organizado. Temos feito muitas operações – tanto em grande escala, como operações individualizadas”, destaca o governante.

 

Ainda em relação ao balanço hoje apresentado, os crimes contra o património subiram 8,9 por cento. Foi registado também um acréscimo nos crimes contra a sociedade (mais 14 por cento), em especial devido a mais 68 casos de falsificação de documentos.

 

Quanto à criminalidade em que se verificou uma tendência inversa, os crimes contra o território diminuíram 17,5 por cento entre Janeiro e Julho deste ano. Nota positiva dada também pelas autoridades no que toca à delinquência juvenil, com um decréscimo de 26 por cento de casos e uma diminuição de menos 22 por cento no número de jovens envolvidos.

 

O secretário para a Segurança apresentou também os dados dos indivíduos em situação irregular em Macau: no primeiro semestre de 2012, houve um aumento de quase 25 por cento no número de pessoas da China Continental que se encontravam em Macau com excesso de permanência.