Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

4722 acusações por violação da lei anti-tabaco
Quinta, 09/08/2012

Desde a entrada em vigor do novo Regime de Prevenção e Controlo do Tabagismo, a 1 de Janeiro, até ao final de Julho, o Gabinete para a Prevenção e Controlo do Tabagismo formalizou um total de 4722 acusações a cidadãos e a empresas.

 

Ao longo de sete meses, foram feitas 158 mil e 761 inspecções a estabelecimentos, que resultaram em 4722 acusações, sendo que 93 por cento dos acusados são do sexo masculino e apenas quatro empresas acabaram por ser formalmente acusadas de violação da lei anti-tabaco.

 

Entre os acusados, os residentes de Macau são a maioria (62,3 por cento), e os turistas representam 35,3 por cento.

 

Os locais onde a lei foi mais vezes violada são os cibercafés (876 casos, representando 18,6 por cento), os jardins, parques e zonas de lazer (864 casos, representando 18,6%), e os salões de máquinas de jogos de vídeo (560 casos, representando 11,9 por cento).

 

De acordo com um comunicado dos Serviços de Saúde, 43 por cento das acusações foram emitidas na Freguesia da Areia Preta, e em 294 casos foi preciso chamar a polícia para efeitos de apoio. Em relação ao pagamento das multas, 20 por cento estão por cobrar.

 

Para o futuro, os Serviços de Saúde garantem que vão continuar a aplicar rigorosamente a lei.