Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

CCAC detecta suspeita de falsificação na Fundação Macau
Quarta, 08/08/2012

O Comissariado Contra a Corrupção (CCAC) detectou um caso suspeito de falsificação de documentos e peculato na Fundação Macau. Em comunicado, o organismo de investigação refere um alto funcionário público que terá cometido os actos desde Janeiro deste ano.

 

O homem, segundo o CCAC, é suspeito de apropriação de dinheiros públicos e falsificação de documentos.

 

Segundo a nota, o homem não tinha direito à utilização de carros do Governo, mas, a pretexto da necessidade de serviço, utilizou-os para questões de natureza particular. O homem terá pedido aos condutores que o transportavam para não mencionar as referidas deslocações nos registos de serviço dos veículos. 

 

O CCAC explica que estes serviços eram usados quase todos os dias, à excepção dos sábados e domingos. Nos boletins de serviço do veículo em causa era apenas mencionado que tinha sido usado para ir à Fundação Macau ou para deslocações a casa do suspeito.

 

O CCAC refere ainda que vai continuar as investigações para apurar se estão envolvidos outros funcionários públicos suspeitos de encobrimento, ilegalidades ou infracções disciplinares.

 

Em reacção a este caso, a Fundação Macau diz que se tratou de um caso isolado e garante que colaborou activamente com o CCAC  na investigação. A Fundação Macau promete rever as regras em vigor na instituição, tendo em conta as sugestões deixadas pelo Comissariado.