Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Aumentos dos autocarros no centro das atenções dos deputados
Segunda, 16/07/2012

A polémica questão em torno do aumento das tarifas dos autocarros voltou esta tarde a estar no centro das atenções das interpelações dos deputados no período antes da ordem do dia.

 

Chan Meng Kam foi o primeiro a usar da palavra. O deputado considera que o Governo deve implementar um regime de responsabilização de altos cargos mas também uma forma de avaliar medidas que toma. O deputado lembrou outros casos para além das tarifas dos autocarros, nomeadamente o caso da transição para o serviço móvel de 3G, o apagão na Rua da Cunha, na Taipa, ou a explosão, de há um ano, no Centro Internacional e sobre a qual não são conhecidos resultados da investigação.

 

“O estilo burocrático impróprio que a Administração tomou, tal como a alteração constante das decisões tomadas e o ignorar da resolução dos problemas deparados resultam em que os dirigentes exercem apenas os poderes atribuídos, mas não assumem as suas devidas responsabilidades, ou seja, o poder e a responsabilidade estão separados”, afirma Cham Meng Kam.

 

O caso dos autocarros tambem foi invocado por Ho Ion Sang. O deputado considera que neste caso, bem como noutros, como a mudança para o serviço móvel 3G,  o Governo não foi firme e alterou as decisões, o que “pôs em causa a credibilidade” da governação da RAEM. O deputado pediu ao Executivo que analise o caso dos autocarros com cautela, considerando que a sociedade pretende que o Governo tire os devidos ensinamentos deste caso e que questões como esta sejam debatidas na Assembleia Legislativa. Medidas que diz “para salvaguardar o direito de informação da população, a fim de demonstrar o espírito da acção governativa de “governação transparente e científica”, não devendo, sob pressão da opinião pública, adoptar medidas de remediação para acalmar a indignação dos cidadãos”.

 

Ng Kuok Cheong, por sua vez, apelou para que matérias como a do aumento das tarifas dos autocarros sejam levadas a discussão na Assembleia Legislativa. O deputado apelou ainda ao Chefe do Executivo para que crie “um mecanismo legal que preveja a apreciação pela Assembleia Legislativa de todas as questões relacionadas com a atribuição de verbas para os grandes empreendimentos públicos, como os contratos exclusivos e concessões de exploração e com as alterações tarifárias de serviços prestados à população”.