Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (segunda-feira)
Segunda, 16/07/2012

Os jornais de Macau dão grande destaque ao plano de comparticipação pecuniária, que deverá manter-se em vigor no próximo ano, bem como a assuntos relacionados com transportes. Nos diários de Hong Kong, em foco está o primeiro-ministro Wen Jiabao.

 

Jornais de Macau em língua chinesa (Ou Mun e Va Kio)

 

O Va Kio puxa Chui Sai On para a primeira página. O Chefe do Executivo está em Pequim. O líder do Governo está na capital para apresentar o pedido referente à nova fronteira com Zhuhai. Ainda em Macau, Chui Sai On falou do plano de comparticipação pecuniária e dos vales de saúde, explicando que o Governo vai continuar a ter em atenção a subida da inflação e as necessidades dos residentes, mas sempre tendo em conta o estado do cofre público. Referência ainda no Va Kio para o número de trabalhadores ilegais: nos últimos dias, a PSP deteve 25 pessoas sem documentação para trabalhar. Entre os detidos, todos eles oriundos da China Continental, estão três empreiteiros.

 

No Ou Mun é o trânsito que domina a capa: entra hoje em funcionamento o novo ordenamento na Rua da Emenda, que passa a ser exclusiva para peões entre as 8h e as 21h. O diário denuncia também casos em que o estacionamento desordenado de motociclos se transforma em “perigo oculto”, sendo causa de acidentes e de engarrafamento.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

As alterações ao trânsito na Rua da Emenda estão em foco na manhã informativa da Ou Mun Tin Toi.  A rádio destaca ainda a visita de Hillary Clinton ao Egipto: a secretária de Estado norte-americana foi vaiada em Alexandria.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve hoje na manchete: “Milhões congelados com a paragem dos aumentos para autocarros”. O deputado Ng Kuok Cheong diz que uma subida de 23 por cento, nas tarifas, envolveria vários milhões. Em chamada de primeira página, a Norte Oeste Expresso: o jornal económico refere que a empresa de transportes marítimos está prestes a recomeçar as operações entre Tuen Mun e Macau.

 

Também o Macau Daily Times destaca os autocarros públicos: “Subida de 23 por cento teria custado 900 milhões”, lê-se nas letras grandes. O diário faz chamada de capa com uma avaliação ao Executivo local: “RAEM sai do top 10 dos governos mais fidedignos”. No ano passado, Macau estava no segundo lugar desta lista, que compara cidades chinesas.

 

O Macau Post Daily diz que a “polícia investiga duplo homicídio em hotel”. A Polícia Judiciária garante que continua a investigar a morte de dois homens da China, encontrados, no sábado, num quarto do Grand Lapa. O jornal sublinha que, por enquanto, ainda ninguém foi detido.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Pais e alunos da EPM não se podem queixar da falta de apoio de Portugal”, escreve o Jornal Tribuna de Macau em manchete, num título-citação de uma entrevista a Maria Farinha Simões. A merecer chamada de primeira página, as declarações do Chefe do Executivo sobre apoios sociais: “Cheques e vales de saúde na agenda do Governo para 2013”.

 

Também o Hoje Macau opta por uma citação para a manchete, onde em foco está o secretário para os Transportes e Obras Públicas. “Precisamos de experiência”, diz Lao Si Io, que “admite falta de transparência do Governo no processo de aumento das tarifas dos autocarros. Também na primeira página, uma fotografia de Francisco Manhão, que acusa a ATFPM de falta de diálogo – há “desconforto na Função Pública”, lê-se.

 

“Cheques para o ano”, escreve o Ponto Final a letras gordas, para a notícia sobre a possibilidade de, em 2013, o Chefe do Executivo dar continuidade ao programa de comparticipação pecuniária e aos vales de saúde. No destaque com fotografia, “Marcha contra os autocarros”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Os diários da região vizinha têm hoje um tema comum: Wen Jiabao. O South China Morning Post escreve em título que o primeiro-ministro deixa o aviso de que vêm aí tempos difíceis na economia. Wen Jiabao fala em desafios depois de os indicadores do último trimestre terem sido os piores dos últimos três anos.

 

No China Daily, o primeiro-ministro é figura de capa. O jornal mostra uma fotografia de Wen Jiabao de sorriso aberto, a cumprimentar pessoas nas ruas de Chengdu. Em manchete, “Líderes fazem-se à estrada para dar um empurrão ao crescimento económico”.

 

Quanto ao Standard, dedica a primeira página aos dois empresários da Sun Hung Kai Properties, acusados de corrupção, e ao valor que estão a investir na defesa: contrataram “os melhores cérebros” de Hong Kong por cem milhões de dólares de Hong Kong.