Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Governo não vai pagar mais às concessionárias de autocarros
Quarta, 11/07/2012

O Governo suspende a subida das tarifas dos autocarros de 23 por cento e diz que primeiro têm de ser visíveis as melhorias nos serviços prestados. “Vamos suspender os procedimentos administrativos com vista aos aumentos. Vamos ver, primeiro o que acontece. As operadoras têm de melhorar os serviços que prestam e só depois retomaremos esses procedimentos”, garantiu hoje o director dos Serviços de Tráfego, Wong Wan.

 

Os procedimentos, lembra o director dos Serviços de Tráfego, estão consagrados nos contratos assinados no ano passado com as três operadoras e que prevêem que o Governo reveja, a cada ano, o dinheiro que paga às empresas, tendo em conta a subida da taxa da inflação e dos preços dos combustíveis.

 

Segundo Wong Wan a primeira mudança rumo à subida das tarifas foi a entrega de um plano de aperfeiçoamento com os da Transmac e da TCM a terem sido aceites. O plano da Reolian,no entanto, avançou Wong Wan, “não tinha algumas informações necessárias, como por exemplo, o equipamento que precisava de aperfeiçoar ou quantos cursos de formação ia dar aos funcionários”. A operadora tem até esta quinta-feira, às 10 da manhã, para entregar um novo plano.

 

Os planos têm de ser postos em prática para que o Governo decida avançar com os aumentos, mas não se sabe quando isso pode acontecer.  Wong Wan deixa apenas uma data de referência: seria bom que os serviços estivessem de acordo com as exigências do Governo e da população no dia 1 de Setembro, o dia do regresso às aulas.

 

Aos jornalistas, Wong Wan disse ainda que não tinha, no momento, informações sobre a Reolian pagou a multa de 50 mil patacas pelo factos dos autocarros não cumprirem os horários das frequências.