Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 09/07/2012

Os jornais de Macau em língua chinesa destacam a detenção de um jovem colombiano, apanhado com quilos de cocaína na mala. Já os diários portugueses colocam em grande plano a visita de Paulo Portas à Escola Portuguesa. Em Hong Kong, a vida de C.Y. Leung não está nada fácil.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio destaca a detenção de um jovem colombiano que foi apanhado a entrar em Macau com cocaína na mala, no valor de 3 milhões de patacas. Neste matutino também em foco o presidente da Cruz Vermelha de Macau, Eddie Wong, que diz que os trabalhos de apoio à reconstrução de Sichuan já estão concluídos e que, entre os cerca de um milhão e meio que sobraram, uma verba de 150 mil patacas vai agora ser encaminhada para ajuda à província de Guangxi. Na capa do Va Kio mais uma vez o New Century: hotel deve 2 milhões de patacas de electricidade e se não pagar hoje arrisca corte.

 

O Ou Mun também traz em grande plano a detenção de um colombiano suspeito de tráfico de cocaína. O matutino refere ainda que os métodos de contrabando são cada vez difíceis de detectar. Noutro título, o diário revela que o Governo vai colocar sistemas de detecção de estacionamento ilegal em mais 16 locais. As câmaras servirão para aliviar a confusão nas estradas, sobretudo, nas paragens de autocarros, em locais com linha amarela e à entrada de auto-silos. Os condutores contestam a medida.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

Nesta manhã informativa, a Ou Mun Tin Toi diz que o deputado Ng Kuok Cheong solicita ao Governo rapidez na subida da pensão de velhice.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve “amnistia provável para piratas da televisão”; o advogado da Macau Cable TV considera que Governo pode resolver a questão dos anteneiros simplesmente com a legalização das operações que têm desenvolvido sem licença. Em 2014 expira o prazo de concessão de exploração à Macau Cable TV e a contenda deve ser resolvida nessa altura. Noutro destaque: “Taiwan diz sim a casino – operadoras de Macau não perdem o sono”; o económico sublinha que alguns turistas de Fujian têm vindo até Macau. Ainda na capa deste diário está a CEM, que desperta novo interesse de investidor português. A EDP – Energias de Portugal - demonstra interesse em passar a controlar a companhia de electricidade local.

 

O Macau Post destaca também os planos para a construção de um casino na ilha Matsu, em Taiwan. “Casino deve atrair um grande número de jogadores do continente chinês”, lê-se num destaque. Na manchete, o matutino escreve “colombiano detido por contrabando de cocaína no valor de 3 milhões de patacas”.

 

O Macau Daily Times faz a capa com Paulo Portas, que este fim-de-semana passou por Macau: “visita do ministro dos Negócios Estrangeiros abre caminho para mais cooperação entre a China e Portugal”. Ainda chamada de capa para a exposição de Franquia de Macau que “atraiu muitos visitantes”.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Ponto Final ocupa grande parte da capa com Paulo Portas. Na fotografia aparece o ministro dos Negócios Estrangeiros, durante a visita à Escola Portuguesa de Macau, com a directora Edith Silva e alguns alunos. No título lê-se “em nome da economia”. O matutino escreve que Portas regressa a Portugal satisfeito com a viagem à China, assumidamente focada nas questões económicas. O ministro ainda assumiu a importância do ensino da língua portuguesa em Macau mas teve de ouvir críticas de Amélia António, que sentiu “falta de uma palavra” às associações que promovem a cultura portuguesa. Na manchete, o diário diz “limites da transparência”, a propósito da proposta de lei de Declaração de Rendimentos e de Interesses Patrimoniais. Os magistrados escreveram à Assembleia Legislativa “inquietos com a divulgação das suas moradas”.

 

O Hoje Macau faz manchete com o ministro dos Negócios Estrangeiros: “Portas só vê cifrões”. Maria Amélia António “triste com falta de atenção à comunidade portuguesa”, escreve também o jornal. Chamada de capa ainda para Escola Portuguesa de Macau: “Ambrose So confirma ‘doação’ de 65,5 milhões”.  

 

O Jornal Tribuna de Macau diz na manchete “Portas por ‘mares’ já antes navegados” e publica uma fotografia do ministro dos Negócios Estrangeiros com Edith Silva. O matutino destaca que Escola Portuguesa e IPOR foram “elogiados mas associações ficaram à margem”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

No South China Morning Post: “pedida fronteira mais forte no mar do Sul da China”; Fórum conclui que Pequim devia ser mais assertiva e reforçar as reivindicações de soberania nas ilhas que estão a ser disputadas. Noutro título, novos protestos em Hong Kong que ”estragam” as sessões municipais organizadas pela Administração de C.Y. Leung.

 

O China Daily escreve em letras gordas “pedido aos bancos para apoiarem empresas de financiamento”. É uma chamada de atenção de Xiao Gang, presidente do Banco da China, que vê assim uma oportunidade para as empresas se expandirem no estrangeiro. Em destaque fotográfico, um dos mineiros, que foi salvo de uma mina de carvão de Leiyang, na província de Hunan, a ser levado para o hospital. Oito mineiros foram já salvos, faltam outros oito. Entretanto, uma explosão numa outra mina matou sete trabalhadores.

 

Por último, o Standard escreve “cercado outra vez”. O matutino refere-se a C.Y Leung que, pela segunda vez em menos de sete dias, teve de ser escoltado para sair de um Fórum em Hong Kong.