Em destaque

13 de Dezembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5148 patacas e 1.1755 dólares norte-americanos.

Amélia António e Portas desentendem-se
Domingo, 08/07/2012

A presidente da Casa de Portugal está descontente com a passagem de Paulo Portas por Macau. Amélia António considera que faltou uma atenção especial do ministro às associações de matriz portuguesa. “Faltou essa palavra, que tinha sido de extrema importância, porque falar na comunidade em geral é curto já que a comunidade organiza-se aqui muito em função das associações e empresas. Há que incentivar e (...) parece que o Governo português dá menos importância às associações que aqui mantêm efectivamente viva a cultura portuguesa do que o próprio Governo local. Isso magoa quem cá está”.

 

Amélia António sabia que esta visita iria ter um forte pendor económico, mas aponta que ao ministro dos Negócios Estrangeiros “não chegaram as informações certas”. A dirigente lembra que as associações de matriz portuguesa também desenvolvem os seus próprios negócios.

 

Durante o encontro de Paulo Portas com a comunidade, na Escola Portuguesa de Macau, Amélia António decidiu conversar em privado com o ministro, para lhe transmitir estas considerações. A intervenção da presidente da Casa de Portugal deixou Portas agastado, levando-o a deixar, logo a seguir, a escola a passo acelerado.