Em destaque

13 de Dezembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5148 patacas e 1.1755 dólares norte-americanos.

New Century: Partes envolvidas trocam novas acusações
Terça, 03/07/2012

O hotel já está aberto ao público e é possível reservar um quarto por 600 patacas, confirmou a Rádio Macau, mas o litígio entre a gestora do hotel e o promotor do jogo Ka Si Wai ainda não está resolvido. Hoje ao início da tarde, as duas facções desavindas realizaram conferências de imprensa distintas, em que voltaram a trocar acusações.

 

Do lado de Chan Mei Fun, a comunicação com os jornalistas esteve a cargo da irmã da gestora do hotel, que garantiu que tanto a unidade hoteleira, como o casino estão a funcionar normalmente. Ainda assim, a representante de Chan Mei Fun acusa a outra parte, liderada por Ka Si Wai, de estar a impedir vários trabalhadores de exercerem funções, bem como de ser responsável pelos problemas verificados nos serviços de catering e shuttle bus do hotel.

 

A facção de Chan Mei Fun exibiu ainda um documento, como prova de que a actual gestora do casino é dona de 80 por cento da empresa que detém os direitos de exploração do hotel.

 

Já do lado de Ka Si Wai, a porta-voz do promotor de jogo, agredido na semana passada no New Century, diz que na origem do problema está uma transferência de 80 por cento do capital da empresa que explora o hotel. A transferência tinha como objectivo obter os lotes 7 e 8 do COTAI, parcelas pretendidas também pela Sands. No entanto, argumenta a representante de Ka Si Wai, Chan Mei Fun não cumpriu o acordo. O promotor de jogo já apresentou queixa às autoridades de Chan Mei Fun por não ter alegadamente cumprido o acordo feito.

 

Recorde-se que o hotel na ilha da Taipa esteve de portas fechadas durante a tarde de segunda-feira – só o casino Greek Mythology estava a deixar entrar clientes. Mais de 200 clientes da unidade hoteleira foram inicialmente afectados, mas o hotel acabou por autorizar o acesso aos que tinham chaves dos quartos.

 

Ainda ontem, na primeira conferência de imprensa após o incidente, um representante de Ka Si Wai explicou que o hotel fechou as portas por causa de “certas pessoas não identificadas” terem permanecido nas instalações durante “algum tempo”, tendo acrescentado que na origem da disputa está um desentendimento entre accionistas.

 

Ka Si Wai, conhecido também por Ng Wai, diz ser detentor de 49,9 por cento do casino Greek Mythology através da empresa Amax, listada na bolsa de Hong Kong. O promotor do jogo é o principal accionista da Amax, com uma participação de 24 por cento.

 

No passado dia 24 de Junho, o empresário foi atacado num restaurante do New Century enquanto jantava com uma mulher de cerca de 30 anos. Ka Si Wai ficou ferido com gravidade nos braços e nas pernas.

 

Em nota enviada hoje às redacções, a Direcção dos Serviços de Turismo diz que continua a acompanhar o caso do New Century. Os serviços destacaram pessoal para averiguações, que verificou no local que as operações do hotel prosseguem normalmente.