Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Concluído plano a 10 anos para redução da poluição no Delta
Segunda, 25/06/2012

Macau, Hong Kong e Guangdong já têm um plano para diminuir a poluição no Delta do Rio das Pérolas. No Plano Específico de Construção Conjunta do Círculo de Qualidade de Vida, as autoridades das três regiões traçam metas a 10 anos para a diminuição dos gases poluentes e para o desenvolvimento sustentável.

 

O relatório ainda não está disponível na página da Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental mas, em comunicado, o Governo destaca algumas ideias gerais. As partes vão coordenar esforços para tornar a Região do Delta do Rio das Pérolas “num complexo de cidades de baixo carbono e de classe mundial”. Num cenário alargado, o projecto tem por objectivo “elevar a competitividade da região, tornando-a também mais atractiva”.

 

Mas, de acordo com o Governo de Macau, a ideia passa por tornar as cidades “mais ecológicas” também para serem “mais habitáveis”. As medidas incluem a “promoção de um desenvolvimento sustentável, para que os habitantes possam viver num ambiente mais limpo, confortável, eficiente e de qualidade”.

 

O plano, que começou a ser elaborado em Fevereiro de 2010, define os rumos de cooperação para a redução de gases poluentes. As embarcações que circulam no rio também irão ser incentivadas a usar combustíveis mais limpos e as três regiões comprometem-se a promover o uso de energias renováveis e a conservação energética. Além do desenvolvimento sustentável dos sistemas de transportes, neste sector, as partes procuram ainda implementar medidas para aumentarem a conveniência de todos serviços de transportes transfronteiriços da região.

 

Agora, grupos de trabalho dos três governos vão coordenar-se para iniciar a execução das medidas traçadas no Plano Específico de Construção Conjunta do Círculo de Qualidade de Vida.