Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Jorge Fão pondera processo contra direcção do Clube Náutico
Domingo, 24/06/2012

Jorge Fão pondera avançar para tribunal contra a direcção do Clube Náutico. “Estou a ponderar seriamente esta hipótese, desde que eu consiga mais dados, eu sou muito bem capaz disso”, disse aos jornalistas, durante a Assembleia Geral desta tarde.

 

Se recorrer mesmo ao tribunal, Jorge Fão alegará que a direcção enganou os sócios em todo o processo de construção da nova sede do clube na Doca do Lamau. “Conduziu-nos a nós [aos associados] para uma situação enganosa (...) o que está em causa é eu sentir-me enganado e, por conseguinte, eu tenho legitimidade para fazer essa queixa”.

 

Agora, Jorge Fão acusa a actual direcção de ter descongelado a garantia de 10 milhões de patacas para a construção da sede do Clube, mas também de um edifício residencial, pela Real Gain, sem o conhecimento do presidente da Conselho Fiscal ou dos restantes sócios. O presidente da Conselho Fiscal, Rui Cunha, não quis prestar declarações à saída da Assembleia Geral.

 

A direcção do Clube, presidida por Vicente O, é ainda acusada por Jorge Fão de ter assinado um contrato, com os mesmos termos do contrato com a Real Gain, com uma nova empresa de construção.

 

Recordo-lhe que o Governo reiterou há pouco tempo que a finalidade do terreno cedido ao Clube Náutico na Doca do Lamau serve apenas projectos desportivos. O Executivo está, neste momento, a analisar a prorrogação do prazo de concessão.

 

Entretanto, na Assembleia Geral, a direcção do Clube Náutico foi reeleita. No final, os responsáveis só disseram, aos jornalistas, que a lista reeleita continua com os mesmos dirigentes. Vicente O cumpre por mais dois anos as funções de presidente da direcção. Dados concretos, como o número de votos e de votos por procurações, só vão ser divulgados na próxima semana.