Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revistos valores da remuneração suplementar na PJ
Sexta, 22/06/2012

A remuneração suplementar do pessoal de investigação criminal da Polícia Judiciária vai ser revista, passando para o índice 100. A alteração recebeu luz verde do Conselho Executivo e deve entrar em vigor em Julho.

 

O porta-voz do Conselho Executivo, Leong Heng Teng, diz que que esta medida é justificada pelo desenvolvimento da RAEM e consequente aumento do número de visitantes, o que provoca “mais pressão ao pessoal das forças e serviços de segurança, designadamente aqueles que se encontram na investigação, prevenção e combate ao crime”.

 

Por outro lado, adiantou Leong Heng Teng, com a “entrada em funcionamento das grandes infra-estruturas, tais como o Terminal Marítimo de Pac On, a Ponte Hong Kong–Macau–Zhuhai, o novo posto transfronteiriço e os novos aterros, exige-se mais recursos humanos policiais”. Esta actualização é também uma forma de “atrair mais pessoas para as forças e serviços de segurança e preencher as vagas por causa de aposentações”, acrescentou o porta-voz do Conselho Executivo.

 

O Regulamento Administrativo deve entrar em vigor no próximo mês de Julho, assegurou Leong Heng Teng, no entanto, não haverá retroactivos.

 

Com esta actualização para o índice 100 há a necessidade de rever o orçamento, que assim passa dos actuais cerca de 200 milhões de patacas para os 540 milhões. A medida vai beneficiar 7 mil e 460 trabalhadores.

 

De acordo com Leong Heng Teng, o Chefe do Executivo vai também promulgar a actualização do valor da remuneração suplementar ao pessoal militarizado do Corpo de Polícia de Segurança Pública e do Corpo de Bombeiros, ao pessoal alfandegário dos Serviços de Alfândega e ao pessoal do corpo de guardas prisionais. O índice passa a ser de 100.