Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

IPM estuda criação de mais um doutoramento em português
Quarta, 20/06/2012

A ideia de tornar Macau como centro regional de formação da língua portuguesa é de “grande visão para Macau e para a China”, considera o presidente do Instituto Politécnico de Macau (IPM), Lei Heong Iok. Uma medida que  é “importante para Macau” e que “ligará o ensino superior entre a China e Portugal”.

 

Lei Heong Iok falava esta quarta-feira à margem da cerimónia de graduação de mais de 900 alunos do IPM. À Rádio Macau, o responsável faz um balanço positivo do trabalho desenvolvido na instituição, onde tem vindo a aumentar a procura de alunos de Macau, mas também da China. 

 

Lei Heong Iok afirmou ainda que a cooperação com instituições portuguesas é para manter e reforçar, mas também alargar com a “realização de conferências e palestras”.

 

O IPM disponibiliza dois cursos de doutoramento, em colaboração com a Universidade de Lisboa, mas na calha está, segundo Lei Heong Iok, a realização de um terceiro “talvez na área da educação”.

 

Quanto ao mestrado na área de jornalismo, em colaboração com a Universidade de Coimbra, prosseguem as conversações mas, segundo Lei Heong Iok, “não há datas concretas”.

 

O IPM tem actualmente 18 cursos de licenciatura, nove de mestrado e dois de doutoramento.