Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

CCAC: Serviço 2G em funcionamento até ao final do ano
Quarta, 20/06/2012

Os telemóveis da segunda geração vão continuar a funcionar em Macau até ao final do ano. Pelos planos iniciais do Governo, a tecnologia 2G iria deixar de estar disponível para os residentes de Macau já no próximo mês, mas as muitas queixas recebidas pelo Comissariado contra a Corrupção (CCAC) levaram o Governo a mudar de ideias.

 

Em nota à imprensa, o CCAC explica que o anúncio do fim do serviço 2G não foi bem recebido pelos residentes de Macau – a notícia causou “inúmeras queixas” de pessoas  que entendem que a decisão é injusta. O fim do 2G, já no próximo mês, só se aplicaria aos consumidores locais, uma vez que os turistas poderiam continuar a utilizar, em roaming, este tipo de tecnologia.

 

O CCAC enviou ao Chefe do Executivo, em Maio último, um relatório com as queixas. O comissariado concorda com os residentes queixosos e propôs ao Governo que fosse reponderada a data do fim do serviço.

 

Um dos argumentos do comissariado tem que ver com a ausência de planos da Administração para avançar com o chamado ‘triple-play’, o que faz com que “não seja conveniente eliminar de forma coerciva o 2G”. O CCAC acrescenta ainda que o anúncio da eliminação do serviço “não está conforme com o interesse público e com o interesse fundamental dos utentes de telemóveis locais”.

 

O Chefe do Executivo acatou parcialmente a sugestão. As três operadoras de telecomunicações vão ter assim de continuar a garantir o serviço 2G pelo menos até ao final deste ano. O Comissariado contra a Corrupção pedia a coexistência das duas redes por mais um ou dois anos.