Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Metro: Governo não cede aos moradores do NAPE
Sexta, 15/06/2012

O Governo não cede: o metro ligeiro vai passar pelas ruas de Londres e Cidade do Porto, apesar da contestação dos moradores nesta zona do NAPE. Os mentores do projecto insistem que este é o melhor traçado.

 

André Ritchie, coordenador-adjunto do Gabinete para as Infra-estruturas de Transportes (GIT), recorda que a questão da altura do viaduto foi várias vezes levantada, para assegurar que o Governo teve em conta as preocupações dos residentes.

 

Há agora uma nova solução para apresentar aos moradores, que passa pela diminuição da altura da estrutura por onde passa o metro ligeiro, de modo que os moradores das ruas de Londres e Cidade do Porto não vejam o metro quando abrem a janela. Os pilares que suportam o viaduto vão ter quase seis metros de altura. Em termos globais, a estrutura terá mais de 13 metros.

 

Estas novas medidas vão ser apresentadas amanhã aos moradores. André Ritchie lembra que, aquando da apresentação das estações da Taipa, os residentes fizeram sugestões que foram acolhidas, prometendo que o processo no NAPE vai ser semelhante – ou seja, o GIT admite a possibilidade de fazer “pequenos ajustes”.

 

O Gabinete para as Infra-estruturas de Transportes apresentou hoje as três estações desta zona da cidade. Quem vem da zona norte, encontra uma estação na Praça de Lótus Dourado, junto ao Sands. O metro segue até à Praça do Centro Cultural e vai depois pela Rua de Londres. Na Avenida Carlos d’Assumpção há outra estação, sendo que o traçado entra em seguida na Rua Cidade do Porto, para virar à direita em direcção ao Jardim das Artes, onde há mais uma estação.

 

O GIT assegura que as estações vão estar integradas na paisagem e que vão ser usadas soluções amigas do ambiente, com luz natural e utilização de água das chuvas.