Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

La Scala: Empresa diz que tem 30 dias para recorrer
Quinta, 07/06/2012

Depois de um dia de actividades suspensas, a promotora do La Scala retomou hoje a venda de acções. Num comunicado enviado ontem à noite à Bolsa de Valores de Hong Kong, a Chinese Estates Holdings explica que pode recorrer da decisão do Governo de Macau, caso o Executivo anule a concessão dos terrenos.

 

A empresa, que tem como sócio maioritário Joseph Lau, reproduz os conselhos dos advogados de Macau, que explicam que, no caso de o Governo da RAEM anular a concessão, a promotora tem 30 dias para recorrer.

 

No comunicado, avisa-se também que a venda de acções iria ser hoje retomada, o que aconteceu. Já durante a tarde, registou-se uma queda de 3,3 por cento na venda dos títulos da Chinese Estates Holdings.

 

As acções tinham sido ontem suspensas, depois de o Executivo de Macau ter admitido a possibilidade de recuperar os terrenos em frente ao Aeroporto. De acordo com o Tribunal de Última Instância, os cinco terrenos foram entregues a Joseph Lau e ao ex-sócio Steven Lo numa concessão marcada por corrupção, no caso Ao Man Long. A Rádio avançou ontem que o Executivo de Chui Sai On vai mesmo avançar para a recuperação das parcelas, à semelhança do que fez com o empresário Pedro Chiang, também ele acusado de corrupção.