Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (quarta-feira)
Quarta, 06/06/2012

A possibilidade de o Governo reverter os terrenos junto ao aeroporto onde está projectado o La Scala, a aprovação da reforma política e o futuro empreendimento da Wynn no Cotai dominam os títulos da imprensa em chinês, inglês e português.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

Hoje, o jornal Va Kio dá o maior destaque à possibilidade de o Governo reaver os terrenos do La Scala, hipótese comunicada pelo Executivo na última noite. Entretanto, a Rádio Macau confirmou junto de fontes bem colocadas que o Governo já tomou a decisão de reaver os terrenos junto ao aeroporto, terrenos em foco no último julgamento de Ao Man Long, que deu como provada corrupção na concessão dos lotes.

 

Sobre este caso, o Va Kio traz ainda para a primeira declarações de deputados, ontem na Assembleia Legislativa, afirmando que o Governo deve seguir a lei para reverter os terrenos. O jornal destaca Au Kam San, que deputado defende que quem comprou imóveis em construção pode pedir indemnização pela via legal.

 

Outra notícia na primeira página do Va Kio: homem rouba a um amigo bens avaliados em 500 mil patacas.

 

No jornal Ou Mun, a manchete faz-se com a aprovação da reforma política na Assembleia Legislativa.

 

Outro tema em foco: um professor de educação física, de 23 anos, acusado de abuso sexual a 5 alunas.

 

Mais uma notícia envolvendo uma escola: docente acusa o director de uma instituição de ensino em Coloane de ter agredido um aluno – a escola considera que os castigos corporais são inadequados e a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude está a acompanhar o caso.

 

Na primeira página, o Ou Mun destaca, ainda, um responsável por uma clínica e um médico clínica suspeitos de burla relativa a subsídios médicos atribuídos pelo Governo -  terão prestado informações falsas para obter apoios, num caso já encaminhado para o Ministério Público.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

Na manhã informativa de hoje, a emissora em língua chinesa tem destacado a resposta do director dos Serviços de Protecção Ambiental a uma interpelação do deputado Ng Kuok Cheong. Diz o director que para instalar uma área de pesca nos Lagos Sai Van e Nam Van é preciso ter em conta com a situação real.

 

Outra notícia diz que foi aprovada pelo Governo a construção de um centro de serviços de veículos de três andares na zona norte da cidade.

 

Mais um título da Rádio Macau em chinês dá conta de que a PJ desvenda um caso de tráfico de droga – apanhados um quilo e meio de estupefacientes.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve na manchete que o chefe do executivo eleito de Hong Kong, CY Leung, concorda em congelar os salários dos secretários. “Leung cede a pressão e rejeita proposta de aumentar os salários em 9,1 por cento”. Ainda assim, os restantes funcionários públicos vão ter aumentos superiores ao previsto, no valor de 5,8 por cento.

 

Grande destaque também para a visita do presidente russo Vladimir Putin à China, ilustrado com uma fotografia e o título: “Aliança asiática”.

 

Macau está em destaque nesta primeira página do South China Morning Post: Governo “pode confiscar apartamentos no La Scala” – referência para o comunicado das Obras Públicas divulgado na última noite, depois do julgamento de Ao Man Long ter dado como provada corrupção na concessão do terreno junto ao aeroporto onde está projectado o La Scala.

 

Mais Macau noutra notícia destacada na primeira do South China Morning Post: Pequim forma equipa de investigação focada nos casinos de Macau, num caso relacionado com subornos e lavagem de dinheiro. Os investigadores procuram provas desses crimes, depois das detenções recentes de um alto funcionário de uma empresa estatal, apanhado a jogar nos casinos de Macau.

 

Macau volta a estar em grande foco na primeira do jornal The Standard com “a ameaça de o Governo reaver os terrenos” do empresário de Hong Kong Joseph Lau, ou seja, o La Scala.

 

O China Daily dá o maior destaque na edição de hoje à visita à China de Vladimir Putin. O título diz: “trabalhar para um mundo melhor”, palavras colocadas em cima de uma fotografia dos presidentes russo e chinês a apertarem a mão.

 

Outra notícia na primeira do jornal oficial chinês em língua inglesa acusa as embaixadas estrangeiras em Pequim de violarem as regras ao divulgarem estudos próprios sobre a medição da qualidade do ar.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

Há dois temas em grande destaque na edição de hoje do Macau Daily Times. Na manchete, lê-se que a “Assembleia Legislativa dá a aprovação final à reforma política”. O jornal destaca que a proposta de reforma conhecida por “2+2+100” foi aprovada por uma votação que não deixa margem para dúvidas – 24 votos a favor e 3 contra.

 

O outro tema em grande foco no Macau Daily Times: “Wynn anuncia resort de 4 mil milhões de dólares americanos para o Cotai com 500 mesas de jogo”.

 

Ainda na primeira deste jornal está Ute Lemper, a cantora alemã que amanhã actua no Centro Cultural de Macau. A dama do cabaret de Berlim promete um concerto que será uma “viagem no tempo”.

 

Espaço, ainda, nesta primeira página para a notícia de que o Governo que “pode anular a concessão do terreno onde está projectado o La Scala”, o empreendimento que esteve em foco no mais recente julgamento de Ao Man Long.

 

Esta notícia está também na primeira do Macau Business Daily – “La Scala ainda à espera” de uma decisão do Governo.

 

No entanto, o tema que faz o título principal deste jornal é a reforma política, que ontem foi a votos. O jornal destaca que três deputados abandonaram o hemiciclo em protesto contra a reforma.

 

O Macau Post Daily Independent puxa para manchete o projecto da Wynn para o Cotai: Operadora “promete casino modesto num investimento de 4 mil milhões de dólares norte-americanos”, escreve-se no título principal.

 

Outra notícia a dividir as atenções na primeira deste jornal: “Quatro búlgaros apanhados a clonarem cartões de débito em Macau”.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Há um preço a pagar”, lê-se na manchete do Ponto Final. “A reforma política foi ontem votada na especialidade e é já oficial a fórmula 2+2+100.” O jornal destaca os deputados que se manifestaram contra a proposta apresentada pelo Governo: Pereira Coutinho abandonou o hemiciclo e não votou; Ng Kuok Cheong, Au Kam San e Paul Chan Wai Chi votaram contra. Este último, sublinha o jornal, disse à secretária Florinda Chan que “por um passo errado hoje teremos de dar mais cem para retomar o caminho certo (...) a secretária tem de assumir o preço a pagar”.

 

Outro tema a merecer grande destaque nesta primeira página é o anunciado projecto da Wynn para o Cotai, ilustrado com um desenho do “resort” e o título: “Wynn a caminho do Cotai”.

 

O plano da concessionário do jogo para o Cotai ocupa quase a totalidade da primeira página do jornal Hoje Macau: “Steve Wynn veio a Macau anunciar empreendimento no Cotai e deixou uma promessa – ‘O casino é uma parte muito pequena’”. O jornal destaca que o magnata promete “marcar a diferença”, com o futuro “resort”.

 

Nesta edição de quarta-feira, o Hoje Macau tem mais três títulos na primeira página: “Au Kam San critica adjudicação directa à Nam Yuen” de obra na Ilha da Montanha; “Advogado diz que excesso de leis traz confusão”, a propósito do urbanismo e património; “Ute Lemper ficou ‘assustada’ com os casinos”.

 

“Livre arbítrio no planeamento da cidade”, lê-se na manchete do Jornal Tribuna de Macau, a propósito de um debate, ontem, na Fundação Rui Cunha. O advogado Frederico Rato criticou a dualidade de critérios, devido à falta de regulamentos, e Joaquim Adelino, assessor do secretário Lau Si Io, falou numa “revolução” com a nova lei.

 

Em grande destaque está, ainda, a visita de uma delegação de Macau, liderada por Edmund Ho, a Lisboa. A notícia surge ilustrada com uma fotografia do ex-Chefe do Executivo a ser recebido em audiência pelo presidente da república portuguesa, Cavaco Silva – “Reencontro em Belém”, titula o Jornal Tribuna de Macau.