Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Novas metodologias praticamente aprovadas pela AL
Quinta, 31/05/2012

As propostas de resolução sobre as alterações das metodologias para a eleição do Chefe do Executivo e para a Constituição da Assembleia Legislativa (AL) estão prontas para subir mais uma vez a plenário, depois de três reuniões,  - uma delas com a presença da secretária Florinda Chan. Os pareceres já foram assinados e o presidente da  2ª Comissão Permanente da AL espera que as propostas sejam votadas em plenário já na próxima semana.

 

“Temos de esperar pelo agendamento do presidente da AL, talvez no dia 5 ou 6. Mas a nossa responsabilidade está cumprida, concluímos o parecer antes do final deste mês”, referiu Chan Chak Mo. Meta, aliás, traçada desde a primeira reunião da comissão para que as propostas cheguem a Pequim a tempo do encontro do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional, que decorre em finais do próximo mês.

 

A reunião desta manhã, tal como as anteriores, foi rápida e, de acordo com Chan Chak Mo, “decorreu de forma suave”. A única voz contra continuou a ser a de Ng Kuok Cheong. Desta vez, o deputado da Associação Novo Macau sugeriu que o seu voto de protesto ficasse imprimido nos pareceres. Intenção, no entanto, negada pelos restantes deputados que compõem a 2ª Comissão Permanente. “Sobre o conteúdo do parecer houve um deputado que, como votou contra, aquando da apreciação na generalidade, sugerir alteração no parecer (...) mas não vai constar nos pareceres nem o nome do deputado nem quem discordou”, afirmou Chan Chak Mo.

 

Ng Kuok Cheong demonstrou desacordo com as propostas de resolução não só na altura da votação na generalidade mas também em sede de comissão. Nas duas reuniões anteriores, o deputado já tinha defendido uma nova auscultação pública. Mas, novamente, sem sucesso.

 

Se forem aprovadas na especialidade, as propostas de resolução passam ainda pelas mãos do Chefe do Executivo, antes de chegarem à capital chinesa.