Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Caso Ao Man Long: Joseph Lau diz-se inocente
Sexta, 25/05/2012

Joseph Lau, o milionário de Hong Kong suspeito de ter subornado Ao Man Long na concessão dos cinco terrenos em frente ao Aeroporto Internacional de Macau, nega “veementemente” as acusações feitas pela justiça de Macau. Em comunicado à bolsa da região vizinha, a empresa de que é sócio maioritário – a Chinese Estates Holdings – declara a inocência do empresário e diz que Lau vai manter-se à frente da promotora que está a construir o La Scala.

 

Lau é acusado de, juntamente com outro empresário, ter dado 20 milhões de dólares de Hong Kong ao ex-secretário para os Transportes e Obras Públicas para obter informações privilegiadas no concurso por convite relativo à concessão das cinco parcelas. Durante o julgamento em que é o único arguido, o antigo governante negou a versão apresentada pelo Ministério Público em relação aos empresários de Hong Kong.

 

Apesar de Joseph Lau manter a posição que detém na empresa, o administrador executivo, que tem exercido estas funções sozinho, vai passar a contar com mais duas pessoas no conselho de administração com poderes semelhantes, anunciou ontem a promotora cotada em bolsa.

 

A Chinese Estates Holdings diz ainda acreditar que a acusação e eventuais procedimentos criminais contra Lau não terão “consequências adversas nas operações ou na situação financeira da empresa”, adiantando também que foi criada uma “comissão especial” para lidar com todas as questões relacionadas com a acusação.