Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Ao Man Long: Joseph Lau assume condição de arguido
Quinta, 24/05/2012

Foi suspensa esta manhã a venda de acções da Chinese Estates Holdings na bolsa de Hong Kong. A empresa detém os cinco terrenos em frente ao Aeroporto Internacional de Macau e tem como principal accionista o milionário Joseph Lau, que ontem à noite confirmou, em comunicado à praça financeira da região vizinha, ser arguido num processo conexo do megacaso Ao Man Long.

 

O ex-secretário para os Transportes e Obras Públicas está a ser julgado pela terceira vez por corrupção passiva e branqueamento de capitais. De acordo com o que foi divulgado no julgamento, Joseph Lau é acusado de, juntamente com um antigo sócio da altura, Steven Lo, ter subornado o antigo governante na obtenção da concessão de cinco parcelas em frente ao Aeroporto de Macau. O suborno, no valor de 20 milhões de dólares de Hong Kong, terá sido entregue a Ao Man Long através de Ho Meng Fai, um empresário da construção civil já condenado no âmbito deste mega-processo. 

 

O Ministério Público considera que a Moon Ocean, empresa que Lau e Lo detinham e a quem foram concedidos os terrenos, teve acesso a informação privilegiada. Através da John Lang LaSalle, a Moon Ocean apresentou uma proposta melhor e mais rentável para o Governo de Macau, e acabou por ganhar o concurso por convite, onde só participaram mais duas empresas.

 

O processo de Joseph Lau estará ainda em fase de instrução e envolve vários empresários, entre eles o antigo sócio. Steven Lo aceitou ser inquirido no julgamento de Ao Man Long e negou ter subornado o ex-secretário, tendo ainda afiançado que tanto ele, como Lau mal conheciam o antigo governante. Ao contrário de Steven Lo – que, de resto, já se desfez da fatia que detinha na empresa com Joseph Lau –, o milionário de Hong Kong preferiu não depor em tribunal.

 

Joseph Lau detém 61 por cento da Chinese Estates Holdings, a empresa que está a desenvolver o empreendimento La Scala. De acordo com a Forbes, o empresário, nascido em Hong Kong em 1951, tem uma fortuna avaliada em 4,3 mil milhões de dólares norte-americanos. Foi um dos primeiros sete compradores de um Boeing 787 Dreamliner para uso privado.

 

A imprensa da região vizinha diz que Joseph Lau é um grande coleccionador de arte e um apaixonado por bons vinhos: tem mais de 10 mil garrafas. O milionário foi um das figuras públicas que apoiou o derrotado Henry Tang nas eleições deste ano para Chefe do Executivo de Hong Kong.