Em destaque

13 de Dezembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5148 patacas e 1.1755 dólares norte-americanos.

Director da PJ recebe professor da Universidade de Macau
Sexta, 11/05/2012

O director da Polícia Judiciária (PJ) recebe esta tarde um professor de ciência política da Universidade de Macau, Bill Chou, que ontem entregou na PJ uma carta de protesto pela detenção de um suspeito de ter pintado, no domingo, um “graffiti” debaixo da passagem superior para peões na Rua do Campo, junto ao Edifício da Administração Pública.

 

A polícia terá encontrado o indivíduo em flagrante a pintar caracteres chineses anti-governo, relacionados com a consulta pública sobre a reforma do sistema político.

 

O suspeito foi acusado de ter danificado propriedade pública, mas o caso foi depois divulgado na Internet e na imprensa com a menção de que o homem pertenceria a uma determinada  associação democrata, cujos representantes estiveram presentes na entrega da carta de protesto assinada pelo professor da UM, Bill Chou, que pede que a ligação aos democratas seja esclarecida pela Judiciária.

 

Segundo o académico, foi pedido  à Polícia Judiciária para que “revele a identidade da associação a que pertence o suspeito, para que se tenha um conhecimento claro da situação.”

 

O Director da Polícia Judiciária confirmou, em conferência de imprensa, que o suspeito admitiu pertencer a uma associação, mas não quis revelar qual, nem a identidade do indivíduo em causa.

 

Wong Sio Chak referiu apenas tratar-se de um caso simples que foi conduzido ao Ministério Público, mas que levantou dúvidas na comunicação social, e considerou que  o caso não está ver relacionado com questões políticas.