Em destaque

13 de Dezembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5148 patacas e 1.1755 dólares norte-americanos.

Deputadas: Demografia e mão-de-obra devem estar articuladas
Terça, 08/05/2012

A deputada Ho Sio Kam entende que o Governo deve ter em consideração a necessidade de mão-de-obra no território na definição das políticas demográficas. O tema – sujeito a consulta pública – está a gerar mal-entendidos, assegura. Por isso, defende a deputada ligada ao sector da educação, a Administração tem de manter uma atitude de abertura para evitar conflitos.

 

“De facto, Macau é desde sempre uma cidade de imigrantes, que têm suprido a falta de recursos humanos e contribuído para promover o desenvolvimento económico. Dispor de recursos humanos suficientes é crucial para desenvolver Macau como centro mundial de turismo e de lazer, e plataforma regional de serviços comerciais”, salientou.

 

“A definição do número adequado de recursos humanos exige estudos, previsões científicas e planeamento sistematizado, que devem ser efectuados conjuntamente pelo Governo e diversos sectores sociais. A definição da política demográfica é imprescindível e premente, portanto, o Governo deve manter uma atitude de abertura, iniciando, quanto antes, os respectivos estudos e auscultação pública, a fim de definir uma política demográfica prospectiva”, sugeriu Ho Sio Kam, durante o período de antes da ordem do dia do plenário de hoje na Assembleia Legislativa.

 

Também Angela Leong se mostrou preocupada em relação às políticas demográficas. Para a empresária do sector do jogo, chegou a hora de o Governo ponderar uma mudança na filosofia de contratação de mão-de-obra qualificada.

 

“O Governo deve aproveitar esta oportunidade para proceder a uma análise profunda sobre a estrutura demográfica e a distribuição da população activa pelos diferentes sectores, rever a política de ‘imigração técnica’ e clarificar os padrões empregues na apreciação dos pedidos de importação de trabalhadores qualificados”, apontou.

 

Para Angela Leong, sem uma política demográfica plena não é possível resolver o problema da falta de trabalhadores qualificados.