Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 27/04/2012

A deslocação de Chui Sai On à Assembleia Legislativa domina as primeiras páginas dos jornais que se publicam em Macau, com destaque para os planos relativos ao Fundo de Segurança Social. Na imprensa de Hong Kong, vários temas para ler hoje, dos planos do Chefe do Executivo eleito C.Y. Leung para a habitação social ao périplo europeu de Li Keqiang.

 

Jornais em língua chinesa de Macau (Ou Mun e Va Kio)

 

 O Ou Mun e o Va Kio dão grande destaque ao plenário de ontem na Assembleia Legislativa (AL), que contou com a presença do Chefe do Executivo. Os dois matutinos optam pela mesma manchete: o Fundo de Segurança Social e os planos do Governo para os próximos dois anos. Chui Sai On anunciou uma injecção de 10 mil milhões de patacas em 2013 e 2014.

 

O Va Kio salienta também uma das ideias deixadas pelo líder do Governo em relação à mão-de-obra para o sector do jogo – Chui Sai On reiterou ontem que a importação de croupiês não é um cenário que se coloque.

 

No Ou Mun, lê-se que o Executivo vai avançar para a criação de um sistema de avaliação dos médicos. Para outra promessa de Chui Sai On, relacionada com a inflação, o título: “Governo ajuda a população vulnerável e com baixos rendimentos a enfrentar a situação”.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi fala esta manhã das actualizações salariais dos funcionários públicos, que entram em vigor a 1 de Maio. Na actualidade internacional, o canal chinês da Rádio Macau dá conta da expulsão da família de Bin Laden do Paquistão e da visita de Hillary Clinton à China – a secretária de Estado norte-americana é aguardada na próxima semana em Pequim.

 

Jornais em língua portuguesa de Macau

 

O principal tema da edição desta sexta-feira do Hoje Macau é o tráfico humano no território. O jornal escreve que as vítimas têm um centro de abrigo mas falta-lhes protecção. “Liberdade perigosa”, lê-se na manchete. Em foco também o Chefe do Executivo na Assembleia Legislativa (AL). “Chui sem sumo: velhas promessas e velhos discursos”, analisa o diário.

 

O Jornal Tribuna de Macau revela que a Escola Portuguesa começou a receber parte do subsídio de 8,5 milhões de patacas da Fundação Macau. O valor do subsídio corresponde a 49 por cento do défice orçamental do estabelecimento de ensino. Em relação ao montante atribuído no ano passado, há uma descida de 200 mil patacas. Na imagem da primeira página do diário está Chui Sai On: “Chefe defende prudência e planos a longo prazo”.

 

A sessão de ontem na AL faz a manchete do Ponto Final, que opta pelo título: “Chui concerta”. O líder do Governo voltou a apelar a um acordo entre patrões e trabalhadores sobre as contribuições para a segurança social. Nesta edição, o jornal publica ainda um artigo sobre “pensar a cidade”. “Com a lei do planeamento urbanístico a dar os primeiros passos, três arquitectos estabelecem uma lista de prioridades para Macau”, lê-se.

 

O semanário católico O Clarim fala em “abrandamento à vista” na Administração pública e no sector do jogo, uma referência às ideias deixadas por Chui Sai On na AL. Nesta edição, merecem chamada de primeira página as declarações de D. António Couto, bispo de Lamego, que defende que “a igreja tem de se abeirar mais das pessoas”.

 

Jornais em língua inglesa de Macau

 

Os diários em língua inglesa que se publicam hoje em Macau dão grande destaque à deslocação de Chui Sai On à Assembleia Legislativa. Têm, no entanto, diferentes abordagens.

 

O Macau Business Daily destaca a mensagem deixada pelo Chefe do Executivo em relação à segurança social. Chui Sai On defendeu que as contribuições devem ser maiores – as 45 patacas por mês que entram no fundo neste momento não são suficientes, diz.

 

No Macau Daily Times, a fotografia do líder do Governo vem acompanhada do título: “Chui Sai On tem em mente parques temáticos para a diversificação económica”.

 

Já o Macau Post Daily reserva toda a primeira página à sessão de perguntas e respostas que aconteceu ontem na AL. “Chui apela à comunidade que ponha de lado o desejo de Macau integrar o Comité Olímpico Internacional”, escreve-se em manchete. Noutra notícia sobre o plenário, “Chefe do Executivo diz que não fez nada de errado durante o processo de consulta para o desenvolvimento do sistema político”.

 

Em relação a outros temas abordados hoje na imprensa de língua inglesa de Macau, o Business Daily dá conta das receitas antes de impostos da Las Vegas Sands, que atingiram mil milhões de dólares no primeiro trimestre do ano, conquistando assim um recorde no sector. Ainda na primeira página do Business Daily, uma notícia sobre a Shun Tak. A empresa liderada por Pansy Ho pretende aumentar o capital em 1,5 milhões de dólares de Hong Kong, um plano a levar a cabo na reunião de accionistas marcada para 6 de Junho.

 

No Macau Daily Times, também se fala de jogo, com os lucros da Las Vegas Sands e o investimento da Galaxy no COTAI em manchete.

 

Jornais em língua inglesa de Hong Kong

 

O South China Morning Post (SCMP) dedica a manchete a C.Y. Leung e à questão da habitação social. O Chefe do Executivo eleito está a planear uma nova abordagem a um “assunto difícil”, refere o matutino. O sucessor de Donald Tsang vai entregar a um só secretário as pastas da habitação pública e do sector imobiliário. O SCMP reserva também espaço para o jovem Panchen Lama. O “tibetano protegido de Pequim” esteve em Hong Kong.

 

No Standard, duas notícias em destaque. Na primeira, lê-se que, no próximo ano, vai ser mais difícil para os pais matricular os filhos nas escolas de língua inglesa da antiga colónia britânica, uma vez que as propinas vão aumentar. Depois, um caso de polícia: as autoridades continuam à procura de quatro homens que tentaram sequestrar uma criança de quatro anos, mas estão a tratar o assunto como sendo uma tentativa de assalto.

 

Na edição de Hong Kong do China Daily, destaque para a visita do vice-primeiro-ministro Li Keqiang à Europa. Esta “missão”, como lhe chama o jornal oficial, integra visitas à Rússia, Hungria e Bélgica, com uma passagem pela sede da União Europeia. Na fotografia da primeira página também estão em foco as relações internacionais da China. A imagem mostra-nos o primeiro-ministro Wen Jiabao, acompanhado pelos homólogos da Polónia, Sérvia e Letónia, na cerimónia de abertura de um fórum económico em Varsóvia, a capital polaca.