Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Fundação Rui Cunha “aberta a todos”
Quarta, 25/04/2012

A Fundação Rui Cunha vai estar de porta aberta a todos aqueles que estejam interessados no projecto. A ideia foi deixada hoje pelo advogado e mentor da fundação, Rui Cunha, durante a apresentação da entidade que vai ser formalmente criada no próximo sábado.

 

“A fundação estará aberta a toda a gente, de qualquer quadrante, de qualquer escritório, de qualquer repartição pública e de qualquer universidade”, vincou Rui Cunha. “Nós teremos a porta aberta. Por isso é que a fundação se instalou no rés-do-chão de um edifício – para que ninguém tenha o pretexto de não nos visitar”, acrescentou.

 

Com um património pecuniário inicial de 50 milhões de patacas, “reforçado mensalmente com a alocação de proveitos próprios do fundador”, a entidade tem duas vertentes: por um lado, pretende ser um pólo de estudo do direito de Macau e, por outro, um espaço de dinamização de actividades culturais.

 

“[Queremos] dar oportunidade a tudo o que seja de Macau nas áreas da pintura, da arte, da música, da literatura e do desporto, e até em áreas que venham a ser apresentadas”, explicou Rui Cunha. O objectivo é “trazer ao de cima os valores que Macau tem e que podem ser a diferença que nós somos em relação a tudo quanto nos rodeia”.

 

Na Avenida da Praia Grande, onde a fundação está instalada, vai ser possível visitar uma galeria e um pequeno auditório destinado a palestras, conferências, workshops e concertos, além de uma biblioteca jurídica, com uma zona de leitura privada.

 

Para o dia da criação formal da entidade está já agendada a inauguração de uma exposição na galeria, onde poderão ser vistos os trabalhos do pintor Wong Soi Lon.