Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Carlos d’Assumpção morreu há 20 anos
Sexta, 20/04/2012

Faz hoje 20 anos que morreu Carlos d’Assumpção, advogado, político, presidente da Assembleia Legislativa. Um macaense de referência que, para muitos, não teve substituto.

 

Carlos d’Assumpção nasceu em Macau a 1 de Março de 1929. Aluno brilhante, distinguiu-se em Coimbra, onde cursou Direito. No regresso ao território, a ascensão como advogado não tardou. Depois, veio a política e a conquista de um espaço de tal modo próprio que permanece no tempo, nota o advogado e deputado Leonel Alves: “Para a comunidade política de Macau é uma figura que continua presente. A comunidade chinesa continua a tê-lo como uma grande referência, como político e também como legislador.” Leonel Alves acrescenta que Carlos d’Assumpção participou nos trabalhos da Lei Básica e participou activamente no capítulo dos direitos, liberdades e garantias.

 

Garcia Leandro, ex-governador de Macau, trabalhou com Assumpção no período pós-25 de Abril. Recorda o político macaense como tendo “uma visão de Estado, uma visão do interesse nacional que é uma visão da inserção de Portugal nesta área de Cantão, Hong Kong, China.”

 

Também Carlos Melancia, que admite nem sempre ter sido fácil trabalhar com Carlos d’Assumpção, lembra as qualidades do antigo presidente da Assembleia Legislativa que, na opnião do ex-governador, podia ter ocupado um outro cargo: “Carlos d'Assumpção devia ter sido nomeador governador de Macau e nunca foi. Acho que é uma injustiça.”

 

Historiadora e autora de uma fotobiografia de Carlos d’Assumpção, Celina Veiga de Oliveira destaca a capacidade de criar consensos: “Carlos d'Assumpção tinha sempre uma palavra para estimular, apaziguar, acalmar recios e para evitar exaltações. Era uma voz tão ponderada e avisada que, de facto, conseguia mesmo acabar com o receio das pessoas.”

 

O primeiro presidente da Assembleia Legislativa e líder da comunidade portuguesa de Macau desapareceu faz hoje 20 anos.