Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (sexta-feira)
Sexta, 20/04/2012

De segunda a sexta, a Rádio Macau dá-lhe a conhecer os temas de capa dos jornais de Macau, em chinês (Ou Mun e Va Kio), em inglês e em português, do Canal Chinês da Rádio Macau e ainda dos jornais de Hong Kong em língua inglesa.

 

Jornais de Macau em língua chinesa: Ou Mun e Va Kio

 

O jornal Ou Mun dá o maior destaque na edição de hoje ao acidente de viação que, ontem à tarde, fez uma vítima mortal na Ponte da Amizade. Trata-se de uma mulher de 25 anos, passageira de um motociclo que se envolveu num choque com um autocarro do Galaxy Resort. A propósito deste caso, o Ou Mun escreve que há “elevados riscos para os motocíclos que atravessam pontes”. O jornal diz que a Ponte da Amizade é palco de muitos acidentes mortais, o que motiva a preocupação da população de Macau.

 

Na mesma ponte, mas à noite, cerca das 11h30, mais um acidente, desta feita envolvendo sete carros. Apesar do aparato, não houve feridos, informa o Ou Mun, acrescentado que o  deveu-se à chuva.

 

O Ou Mun tem ainda em foco a notícia de que a Capitania dos Portos concede a operação de três novas rotas a partir do Terminal Marítimo de Pac On, na Taipa, a três empresas. As novas rotas são para Hong Kong, Zhuhai e Shenzehn, e entram em vigor dentro de meio ano.

 

No Jornal Va Kio, é igualmente o acidente mortal na Ponte da Amizade que faz a manchete.

 

Noutro tema em foco, referência para o estudo da Universidade de Macau sobre o perfil dos visitantes de Macau. São várias as conclusões da investigação, mas o Va Kio destaca que “84 por cento dos turistas entrevistados estão satisfeitos com Macau”.

 

O jornal traz ainda na primeira página a directora da Capitania dos Portos, Susana Wong, afirmando que “é baixa a probabilidade dos preços da água serem actualizados antes de 2014”. É a resposta de Susana Wong ao pedido de aumento dos preços feito pela concessionária Macao Water, empresa que, diz o Va Kio, vai lançar em Agosto o segundo relatório sobre o desenvolvimento sustentável.

 

Também a propósito do serviço de abastecimento de água, o Va Kio informa que, a partir de Maio, vai ser possível pagar as facturas com o cartão Macau Pass.

 

Ainda no domínio da Capitania dos Portos, o Va Kio dá conta da concessão de novas rotas a três empresas que vão operar a partir do Terminal Marítimo de Pac On.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

 

Na manhã informativa do Canal Chinês da Rádio Macau, o tema em destaque é o abatimento de seis centímetros de uma estrada junto ao Estádio de Macau, na Taipa.

 

Ainda em destaque o acidente de ontem às onze e meia da noite na Ponte da Amizade: 7 veículos envolvidos, danos materias, mas não há feridos.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post faz manchete com a notícia de que “banqueiros e corretores da bolsa arriscam penas de prisão se não conseguirem assegurar rigor nos prospectos de listagem na bolsa, produzidos por empresas que os banqueiros e corretores assistem no processo de entrada na bolsa”.

 

É uma das medidas que faz parte do conjunto preparado pela Securities and Futures Comission para “elevar a qualidade do mercado, depois de escândalos recentes que mancharam a imagem da bolsa de Hong Kong”.

 

Grande chamada de atenção na primeira página do South China Morning Post ainda para o lançamento de um míssil, ontem, pela Índia. O jornal destaca a reacção de Pequim ao teste: a China “desvaloriza o lançamento”, dizendo que não vê a Índia como “um rival, mas sim como um parceiro”.

 

No jornal The Standard é preciso virar a primeira página para encontrar notícias, devido à publicidade.

 

Encontramos em destaque, a toda a segunda página, a notícia de “duas assistentes de bordo da Cathay Pacific atacadas” por um homem que foi manietado por dois passageiros, incluindo um lutador mongol que acabou por imobilizar o filipino, de 52 anos. Tudo se passou quando o avião fazia a aproximação à pista no aeroporto de Hong Kong, “provocando o terror entre os 400 passageiros da aeronave”.

 

Espaço ainda para a nomeação de Fanny Law como directora do gabinete do Chefe do Executivo eleito de Hong Kong, CY Leung.

 

Finalmente, o China Daily, o jornal oficial chinês em língua inglesa, traz para a manchete a visita do presidente do Sudão do Sul a Pequim. A visita acontece “apesar do clima de tensões” em África. O Sudão do Sul é o mais jovem país, depois de se ter separado do Sudão, em Julho. Desde então, os dois países mantêm um conflito territorial e Pequim vai oferecer-se como “mediador” neste diferendo.

 

Também em foco está um relatório que revela problemas em várias cidades chinesas, que estão a afundar-se, em consequência da escassez de água e do crescente número de arranha-céus. Tudo isto leva ao “maior risco de inundações e põe em perigo as ligações ferroviárias”, adverte o relatório.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

Na manchete, o Macau Daily Times destaca as mudanças na reitoria da Universidade de São José. “Ruben Cabral deixa o cargo para dar lugar a Peter Stilwell”, teólogo português e vice-reitor da Universidade Católica.

 

O jornal cita Ruben Cabral a dar conta de “motivos pessoais” para ter resignado à reitoria da Universidade de São José, acrescentando que vai entrar em “período sabático e reaassumir a posição de professor na Universidade Católica, em Lisboa”.

 

Outra notícia em destaque nesta edição do macau Daily Times é “a abertura de três novas rotas no Terminal Marítimo de Pac On, na Taipa, dentro de meio ano”. As novas rotas são para Hong Kong, Zhuhai e Shenzehn e vão ser operadas por três empresas: a Shun Tak, a Yuet Tung Shipping e a Far East Hydrofoil Shipping.

 

Na primeira do Macau Daily Times, espaço ainda para uma chamada de atenção para o caso Ao Man Long: a Jones Lang LaSalle, empresa que já foi implicada no processo, diz estar “a colaborar com a investigação do Comissariado Contra a Corrupção”. Em causa, a aquisação de terrenos junto ao Aeroporto Internacional de Macau.

 

No Macau Business Daily, o maior foco da edição de hoje está apontado à notícia de que o Governo vai reavaliar o concurso público para a operação da estação de tratamento de águas residuais de Macau.

 

Duas empresas foram excluídas do concurso, a Waterleau e a Wabag, tendo a operação da ETAR sido entregue à CESL-Ásia.

 

O Macau Business Daily cita “um relatório do Governo onde é pedido que seja criada uma comissão para avaliar a exclusão das duas empresas.”

 

Recentemente, o Tribunal de Última Instância anulou a exclusão da Waterleau do concurso público, dando razão a um recurso apresentado pela empresa contra a decisão do Governo, considerando que o Executivo “violou o princípio da boa-fé”. Antes, o Tribunal tinha também anulado a exclusão da Wabag.

 

Nesta edição do Macau Business Daily, ainda destaque para a notícia de que o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U, vai estar, em Maio, em Taiwan para a inauguração do gabinete de representação de Macau em Taipé.

 

Referência, ainda, para o caso Ao Man Long: a “Jones Lang LaSalle colabora na investigação”.

 

Finalmente, o Macau Post Daily Independent dá hoje o maior destaque ao acidente que, ontem, fez uma vítima mortal na Ponte da Amizade.

 

Outro tema a dividir as atenções na primeira do Macau Post: “o Serviço de Alfândegas confisca produtos falsos em três lojas”, incluindo uma que ostentava a “certificação de confiança atribuída pelo Conselho dos Consumidores”.

 

Informa o jornal que as lojas situam-se no centro de Macau e vendiam produtos contrafeitos da marca Hello Kitty, entre outros.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Jogo já não puxa carroça”, escreve o Hoje Macau na manchete, aludindo ao estudo sobre o perfil de visitantes de Macau. O jornal explica que “turistas escolhem Macau para passeio e compras”, e que, “apesar de continuarem a ser o motor da economia, os casinos estão longe de ser o principal atractivo para os milhares de visitantes que todos os dias chegam ao território. Visitar monumentos e andar às compras estão no topo das preferências.”

 

A primeira página surge ilustrada, ainda, por uma fotografia de “Humbert & Friends”. Trata-se do médico Humberto Évora, que cria banda de vozes lusófonas.

 

Espaço, ainda, para os títulos: “Kwan Tsui Hang quer apagar rótulo de mente fechada” e “Onze da Casa de Portugal morre na praia”, depois da equipa de matriz portuguesa ter falhado a subida à primeira divisão do futebol de Macau.

 

O Ponto Final destaca na manchete “Peter Stilwell na São José”. “O teólogo português e vice-reitor da Universidade Católica vai assumir a liderança da Universidade de São José. Ruben Cabral, com mandato renovado em Outubro, está de saída ‘por razões profissionais’”, informa o jornal, que acrescenta: “O novo reitor quer recuperar a relação da instituição com a comunidade local e reponderar a gestão pedagógica.”

 

O jornal também tem em foco o estduo, conduzido pela Universidade de Macau, sobre o perfil dos visitantes de Macau. “O jogo não é tudo, mas ajuda”, escreve o Ponto Final em título”. De acordo com a notícia, “Apenas 16,5 por cento dos visitantes chega a Macau com intenção declarada de apostar, mas os casinos convencem – são a principal atracção nas recordações de viagem – e cerca de metade acaba a jogar.

 

Porque hoje é sexta-feira, o Ponto Final vem acompanhado do suplemento “Parágrafo”, que esta semana tem em destaque João Canijo, que “realizou o filme português mais visto nas telas lusas no ano passado, ‘Sangue do Meu Sangue’.” O cineasta dá uma entrevista ao jornal.

 

A primeira página do Jornal Tribuna de Macau é dominada pelo vigésimo aniversário da morte de Carlos d’Assumpção, período que o matutino descreve na manchete como “Duas décadas de ausência”, título que surge numa fotografia a preto e branco do antigo presidente da Assembleia Legislativa de Macau.

 

A encimar a primeira página, o Jornal Tribuna de Macau tem dois títulos: “Casinos motivam visitas frequentes de três milhões de turistas por ano” e “Casa de Portugal lança concurso para ‘recriar’ o ‘espírito de Abril”.

 

Espaço ainda para duas notícias breves na primeira página do jornal: “Dirigentes de Shaanxi terão ‘escondido’ viagens a Macau e Hong Kong” e “2172 propostas de concessão de alvarás de exploração de táxis”.

 

No semanário católico O Clarim, a manchete coloca uma questão, "E a religião!?", a propósito do sufrágio indirecto para a Assembleia Legislativa. O jornal escreve que "o sector da religião é o único que vota para a eleição do Chefe do Executivo, mas está impossibilitado de indigitar um nome para a Assembleia Legislativa. A lei proíbe os ministros de qualquer religião ou culto de serem eleitos, mas nada refere sobre a possibilidade de um simples leigo ocupar um dos assentos daquele órgão de poder, em representação das associações religiosas." O jornal considera que "está aberto o debate".
 

 

Noutros títulos, O Clarim destaca que, na Ásia, as "minorias cristãs são perseguidas até à morte" e que o bispo "D. John Tong visita Macau".