Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

Associação dos Jornalistas pede mudanças à lei do hino
Quinta, 17/01/2019
A nova lei do hino nacional afecta a liberdade de imprensa e a autonomia editoral dos órgãos de comunicação social. É a posição da Associação dos Jornalistas de Macau face à nova lei do hino que está a ser discutida, na especialidade, na Assembleia Legislativa.

Num parecer enviado à primeira comissão permanente da AL, a Associação defende que os meios de comunicação social não são "instrumentos de propaganda" e pede por isso a alteração do diploma com a remoção do artigo sétimo, que prevê o Governo pode soliticar aos órgãos de comunicação social o “desenvolvimento de acções de divulgação do Hino Nacional”.

Apesar de a lei não contemplar penalizações para os órgãos de comunicação que não colaborem nestas acções, a Associação entende que o artigo tal como está formulado é perigoso para a liberdade de imprensa.

A Associação dos Jornalistas de Macau é umas das seis que representa os profissionais do sector.

André Jegundo