Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

Yang Chen já não é candidato a reitor em Coimbra
Quinta, 17/01/2019
Yang Chen, professor da Universidade de Macau, retirou a candidatura a reitor da Universidade de Coimbra.

A informação é da própria instituição de ensino portuguesa, que, no entanto, não avançou o motivo para a decisão com efeito desde o passado dia 14, segundo se pode ler no portal da universidade na internet.

Em declarações à TDM - Rádio Macau, o professor de Matemática confirmou que retirou a candidatura e explicou que tal se deve ao facto de não falar português, a língua na qual as audições públicas dos candidatos devem ser feitas, conforme Yang diz que lhe foi comunicado.

No último dia 14, antes de retirar a candidatura, em entrevista à TDM – Rádio Macau, Yang Chen, natural de Singapura, afirmou que aguardava a “luz verde” da Universidade de Coimbra para saber se poderia realizar a audição pública – parte do processo eleitoral – na língua inglesa.

De acordo com as regras da instituição de ensino superior portuguesa, “podem candidatar-se ao cargo de reitor os professores e investigadores doutorados da Universidade de Coimbra ou de outras instituições de ensino universitário ou de investigação, nacionais ou estrangeiras, que não se encontrem na situação de aposentado ou jubilado”.

O regulamento eleitoral refere, ainda, que o programa de acção proposto pelos candidatos deve ser feito em português, mas é omisso quanto à língua a utilizar na audição pública.

Com a desistência de Yang Chen, um dos cinco candidatos admitidos de um total de dez, as eleições para a reitoria da Universidade de Coimbra ficam reduzidas a quatro nomes – os portugueses Amílcar Falcão, Ernesto Costa e José Pedro Paiva, e ainda a brasileira Duília Fernandes de Mello.

O escrutínio realiza-se no dia 11 de Fevereiro e a audição pública dos candidatos acontece uma semana antes, no dia 4.

Hugo Pinto

Notícia actualizada às 14:23