Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Toxicodependentes gastam cada vez mais dinheiro por mês
Quarta, 18/04/2012

Dados do Sistema de Registo Central dos Toxicodependentes, relativos ao ano passado, apontam para uma despesa média de 7764 patacas por mês. A subida da despesa com a compra de drogas é de 33 por cento, comparativamente a 2011. Hon Wai, chefe do Departamento de Prevenção e Tratamento da Toxicodependência, diz que os viciados “têm de ter um emprego” para suportarem esta despesa mensal. Mas alerta: esta situação, além da saúde dos residentes, afecta também e cada vez mais a economia local, já que o dinheiro com a compra de drogas “entra para o mercado negro”.

 

O impacto sente-se, por outro lado, nas famílias.  Os dados do Registo Central referem ainda uma subida, no ano passado, da percentagem dos toxicodependentes casados e com filhos.

 

Em sentido contrário, houve uma descida significativa no número de jovens, com menos de 21 anos, a consumir drogas. Em 2010, eram quase 26 por cento e, no ano passado, representavam 17,5 do total dos toxicodependentes.

 

De um modo geral, houve ainda uma ligeira redução dos toxicodependentes registados. No ano passado, havia 633, menos 40 do que no ano anterior.

 

Só para actividades de prevenção, e excluindo-se as despesas com os recursos humanos, o Governo disponibiliza anualmente um orçamento de cerca de 3 milhões. Mas há ainda os gastos extraordinários, como o centro de educação para o combate à droga que o Executivo planeia construir, em princípio, na Zona Norte. A ideia é a edificação de um espaço muito amplo e com vários recursos para ser utilizado pelas associações. Os pormenores vão ser conhecidos ainda durante este ano.