Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

Vítor Sereno: Comunidade portuguesa em Macau "sem paralelo"
Quarta, 09/01/2019
O actual embaixador de Portugal no Senegal destacou hoje o contributo dos residentes portugueses para Macau e para Portugal. Vítor Sereno falou à margem da cerimónia de atribuição das medalhas de mérito pelo chefe do Executivo, Chui Sai On.

“Macau marcou a minha família e a minha carreira. Temos aqui uma comunidade portuguesa sem paralelo no mundo, em termos de qualificações, em termos de ajuda à representação diplomática, em termos do interesse pelo próprio país, que eu não encontro [em mais lado nenhum]. Este é o regresso a África, mas eu já trabalhei em vários continentes e nunca vi isto em sítio nenhum. [Esta distinção] é, no fundo, o reconhecimento aos portugueses que vivem nesta Região Administrativa Especial”, afirmou

O ex-cônsul-geral de Portugal em Macau e Hong Kong voltou de propósito para receber o “título honorífico de prestígio e de valor”.

“Não esperava voltar tão cedo. Volto feliz, ainda que constipado. Este não é um reconhecimento ao Vítor Sereno, é um reconhecimento, em primeiro lugar, à comunidade portuguesa, que esteve comigo ao longo do últimos e cinco anos e meio. (...) É um reconhecimento à equipa que tive a honra de chefiar, e é também um reconhecimento à minha família, a quem dedico este título honorífico. Estou muito feliz, estou muito emocionado, é bom rever tanta cara amiga”, disse.

Vítor Sereno falou ainda do novo desafio em Dakar, enquanto embaixador do Senegal e de outros oito países: Mauritânia, Costa do Marfim, Gâmbia, Burquina Faso, Mali, Libéria, República da Guiné e Serra Leoa.

“Dakar é um pólo muito importante em África. Há mais de 80 embaixadas lá representadas. (...) Há uma aposta clara na língua portuguesa. O Senegal sob esse ponto de vista é muito interessante. Tenho cerca de 45 mil estudantes [de português] num país francófono, numa área de 320 milhões de pessoas, que são estes países todos que eu cubro”, afirmou.

Sereno destacou também a aposta na diplomacia económica com os “dois gigantes em África – o Senegal e a Costa do Marfim – países que para o embaixador “ocupam, estranhamente”, posições acima do número 50 nas exportações de Portugal

“Portanto, (...) é meu objetivo colocar as exportações portuguesas nestes países no top 25”, adiantou.

Fátima Valente