Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Secretário visita obras de viação na Taipa
Terça, 17/04/2012

Lau Si Io visitou, ontem à tarde, obras viárias na Taipa. A visita começou no Edifício do Lago e terminou com uma troca de opiniões com moradores.

 

Nem a ameaça de chuva forte fez o Secretário para as Obras Públicas e Transportes desistir da vistoria. Às 15 horas, em ponto, chegou à porta do Edifício do Lago, onde estão a ser construídas seis torres e serão disponibilizados 2.703 apartamentos para habitação económica. O objectivo era a análise da situação das vias e acessos.

 

Na zona já foram construídas algumas vias provisórias. No entanto, o Governo quer agora negociar com os proprietários de alguns pequenos terrenos circundantes para ampliar os acessos, já que para ali vai mudar-se um mar de gente. No mesmo sentido, está planeada a edificação, nos próximo meses, de uma passagem aérea que ligue o Edifício do Lago ao outro lado da rua, onde fica a empresa Hovione.

 

Uma empresa que os moradores querem ver inspeccionada. Isso mesmo foi pedido na sessão de troca de opiniões com os representantes dos moradores. “Queria que os respectivos serviços fossem ver que tipo de medicamentos eles estão a fazer e que tipo de gases estão a libertar, porque, no futuro, os moradores que forem para o Edifício do Lago podem ser muito influenciados”, disse uma moradora.

 

Quanto à Taipa Velha, os moradores pediram uma maior aposta cultural, com o aproveitamento, por exemplo, da antiga fábrica de panchões. Lau Si Io achou “boa ideia”.

 

A palavra ecologia também foi bastante utilizada pelo secretário. E, em nome do ambiente, o Governo promete autocarros eléctricos para ligar o Edifício do Lago à Vila da Taipa.

 

Uma das paragens de Lau Si Io foi na rotunda do Cotai, onde decorre a construção de um túnel subterrâneo. Os dirigentes das Obras Públicas, que acompanharam o secretário, indicaram que as obras terminam no início do próximo ano, isto é, cerca de dois anos depois do seu início.