Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

CE: Há "prós e contras" em criminalizar pensões ilegais
Quarta, 05/12/2018
O Chefe do Executivo, Chui Sai On, não toma um partido numa questão que divide alguns membros do Governo: a criminalização das pensões ilegais.

Ontem, na Assembleia Legislativa, o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, defendeu que deve haver criminalização, para que as penas possam servir de dissuasão.

É uma posição contrária à do secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, que afastou a possibilidade de se criminalizarem as pensões ilegais.

Questionado hoje sobre a discordância no seio do Governo, o Chefe do Executivo afirmou que nenhuma opção é considerada a melhor e que é preciso estudar: “Temos um procedimento administrativo para tratar esses casos. Estamos muito atentos. Em relação à criminalização, há prós e contras. Vamos fazer como sempre fizemos, que é de acordo com a pasta da secretária para a Administração e Justiça. Não há uma situação definitiva para dizer qual é melhor. Acho que só depois de um estudo podemos divulgar qual é a posição”.

Chui Sai On falava à partida para Pequim, onde o Chefe do Executivo vai assinar um acordo para o apoio e participação de Macau na iniciativa “uma faixa, uma rota”.

Hugo Pinto