Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Centro de Apoio à Demência inaugurado a 15 de Dezembro
Sábado, 01/12/2018
O Centro de Avaliação Conjunta Pediátrica será transferido para o Centro de Saúde da Ilha Verde a 15 de Dezembro e será inaugurado, no mesmo dia, o Centro de Apoio à Demência. O anúncio foi feito ontem durante uma visita ao Centro de Saúde da Ilha Verde.

Segundo o responsável do Centro de Avaliação Conjunta Pediátrica, Tai Wa Hou, citado em um comunicado dos Serviços de Saúde, as instalações do Centro de Saúde da Ilha Verde quase duplicam a área das actuais, passando a contar com 14 salas clínicas e salas de tratamento.

Além de continuar a fornecer “One Stop Service” completo de avaliação para crianças, as crianças recebem tratamento de reabilitação e serviços de treino após a avaliação, sendo expandidas as áreas destinadas à terapia ocupacional e a terapia da fala, havendo, agora um acréscimo de salas destinadas à fisioterapia e aquisição de aparelhos e equipamentos de tratamento para fornecer às crianças serviços de fisioterapia.

De acordo ainda com Tai Wa Hou, desde Junho de 2016, o Centro recebeu cerca de três mil casos, dos quais cerca de dois mil casos foram diagnosticados como diferentes tipos de obstáculos ao desenvolvimento.

Anualmente nascem cerca de sete mil bebés, dos quais cerca de seis a oito por cento têm deficiências de desenvolvimento. Os Serviços de Saúde estimam que cerca de 400 a 500 crianças precisem de ser avaliadas e tratadas todos os anos. “Espera-se que com estas novas instalações exista capacidade para lidar com os novos casos anuais”, lê-se no comunicado hoje emitido.

Quanto ao Centro de Apoio à Demência, “irá fornecer serviços como consulta e aconselhamento, educação em saúde, treino e tratamento não medicamentoso para pacientes com demência de grau leve a moderada e as suas famílias”, indicam os Serviços de Saúde.

Lo Iek Long, responsável do Centro de Apoio à Demência, indica que “existem cerca de 300 casos novos confirmados de demência em Macau e, com o passar dos anos a RAEM está a tornar-se numa sociedade envelhecida, e é expectável que o número de novos diagnósticos aumente significativamente nos próximos anos”.

Marta Melo