Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Lionel Leong: Horário das fronteiras deve ser alargado
Sábado, 07/04/2012

A abertura permanente das fronteiras é uma matéria que deve ser estudada com cuidado, avisa Lionel Leong. O membro do Conselho Executivo dá a entender que a questão não reúne consenso entre os diferentes sectores empresariais, mas destaca que é preciso criar melhores condições para quem vive e trabalha entre a China e Macau. Sugere, por isso, o alargamento do horário de funcionamento das fronteiras: “[Devem] abrir mais cedo de manhã e fechar mais tarde à noite. E, simultaneamente, haver um posto fronteiriço 24 horas só para emergências”.

 

A questão da abertura das fronteiras coloca-se numa altura em que o desenvolvimento da Ilha da Montanha já não diz respeito apenas à província de Guangdong – Macau entra nas contas das autoridades chinesas quando chega a hora de pensar no futuro, entende Lionel Leong. É assim que o deputado à Assembleia Popular Nacional analisa as intenções do Governo Central que, vinca, tem na Ilha da Montanha a forma de ajudar a RAEM na diversificação da economia.

 

“Quando Zhuhai ou a província de Guangdong, ou até mesmo o Governo Central, pensam nas políticas da Ilha da Montanha, têm de ter em consideração as condições de acesso para as pequenas e médias empresas de Macau. Não podem pensar que só aceitam as grandes empresas cotadas na bolsa. Esse pode ser um dos elementos, mas todos os elementos têm de servir o objectivo da diversificação da economia”, diz Lionel Leong. Declarações feitas no programa Rádio Macau Entrevista, disponível neste site e que vai para o ar na segunda-feira, a partir das 10h30.