Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Lionel Leong: "Tendência futura da economia é imprevisível"
Sábado, 29/09/2018
Durante o segundo semestre de 2018 e no ano de 2019 é previsto que a economia de Macau passe de “estável e positiva” para uma “estável com possíveis mudanças”. A previsão é do Governo, anunciada esta tarde pelo secretário para a Economia e Finanças.

Lionel Leong disse hoje, numa ocasião pública, que o Governo “tem-se preparado para esta situação” e está a “agir face ao período contracíclico”. Lionel Leong acrescentou que as tendências económicas são “imprevisíveis”.

O Governante explicou que as futuras mudanças na economia local não resultam de uma alteração do ciclo económico, mas sim de influências da política ou medidas internacionais. Devido à indexação das taxas de juro, Macau acaba por ser influenciado pelos factores externos.
O secretário disse também que o Governo acompanha o desenvolvimento da guerra comercial entre Estados Unidos e China, bem como as mudanças do mercado de emprego local.

Lionel Leong avisou a população que se está em “período de aumento de taxa de juros, que não será curto”. Contudo, Macau tem capital suficiente e mesmo que a taxa de redesconto sofresse alterações, a pressão do aumento dos juros não se reflectiu directamente no comércio a retalho”.

Os bancos de Macau, lembra Lionel Leong, “não aumentaram a taxa de juro preferencial, nos últimos dez anos, mas no entanto desta vez, o sector bancário já começou a anunciar o aumento da referida taxa”. Os encargos financeiros dos créditos vão aumentar, especialmente em empréstimos hipotecários, gerando um aumento dos custos das empresas.

Lionel Leong está confiante e acredita que “os factores extra jogo podem suportar o funcionamento do sector, e com o impulso de mais sectores extra jogo, estes favorecem o aumento da flexibilidade e capacidade de resposta económica por parte da cidade”.

João Picanço