Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Banca sobe taxas cobradas nos empréstimos
Sexta, 28/09/2018
O Banco Nacional Ultramarino (BNU) e a sucursal de Macau do Banco da China aumentaram hoje as taxas de juro que cobram nos empréstimos, em linha com a decisão anunciada ontem pela Autoridade Monetária, que elevou em 25 pontos-base a taxa de redesconto, fazendo com que a taxa de juro em Macau subisse para 2,5 por cento.

Outros bancos eram esperados seguir a tendência, tal como avançou e comunicado, ontem, a Autoridade Monetária, referindo que se deveriam sentir em Macau os efeitos do ajustamento decidido na quarta-feira pela Reserva Federal dos Estados Unidos.

Nos casos do BNU e do Banco da China, a taxa de empréstimos em patacas e dólares de Hong Kong subiu 0,125 por cento para 5,375 por cento, enquanto o aumento nos empréstimos em dólares americanos é de 0,25 por cento, passando a taxa para 5,25 por cento.

Quando anunciou a subida das taxas de juro, a terceira este ano, o presidente do banco central norte-americano, Jerome Powell, explicou que o aumento se deve ao facto de a economia americana atravessar um momento de robustez e indicou que o banco central pretende continuar a ajustar as taxas de juro, devendo haver nova mexida até ao final do ano.

Em Hong Kong, pela primeira vez em 12 anos, os principais bancos também mexeram nas taxas de juro, pondo fim a um ciclo de dinheiro barato que os analistas estimam poder afectar o mercado imobiliário.

Hugo Pinto