Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Mangkhut: PME podem pedir até 600 mil patacas
Segunda, 24/09/2018
Os Serviços de Economia dizem hoje em comunicado que as pequenas e médias empresas afectadas pelo tufão Mangkhut podem, de acordo com o Plano de Apoio a Pequenas e Médias Empresas, apresentar um pedido de apoio financeiro sem juros, no montante máximo de 600 mil patacas.

O prazo de reembolso não pode ser superior a oito anos.

Os Serviços de Economia adiantam que vão “acelerar os procedimentos de apreciação e autorização relativos aos pedidos desse plano, para ajudar as PME com necessidades a recuperarem o funcionamento normal com a maior brevidade possível”.

Em comunicado, os mesmos serviços dizem que para as empresas beneficiárias do Plano de Apoio a Pequenas e Médias Empresas, do Plano de Apoio a Jovens Empreendedores e do Plano de apoio especial às pequenas e médias empresas afectadas pelo tufão Hato, cujo pedido seja aprovado, mas aos quais a verba não tenha sido reembolsada, podem apresentar pedido de ajustamento do plano de reembolso.

Marta Melo