Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Marreiros: urgente resolver problema das cheias
Sábado, 22/09/2018
É urgente encontrar uma solução para o problema das cheias em Macau, defende o arquitecto Carlos Marreiros.

Convidado do Rádio Macau Entrevista, que vai para o ar, hoje, ao meio-dia, Marreiros reconhece que houve capacidade de resposta ao tufão Mangkhut, que atingiu Macau no passado fim-de-semana com inundações até 1,9 metros, mas entende que faltam soluções definitivas para os problemas que persistem: “é urgente [agir], porque Macau, como cidade, é um corpo enfermo. É uma cidade próspera, bonita, limpa, airosa, muito visitada, mas há partes completamente enfermas. Portanto, não é só com soluções analgésicas. Há problemas que exigem soluções radicais. Temos de ter coragem de, enquanto decisores, fazer concursos internacionais e ir à procura do melhor especialista do mundo em relação às cheias”.

Nesta entrevista, Carlos Marreiros denuncia que entre os dirigentes há falta de liderança e receio de tomar decisões: “há medo de decidir e também alguma falta de liderança, porque quem dirige tem que ousar, avançar com soluções concretas. Se é citar o artigo tal para criar situações de empate, ou mesmo situações dilemáticas, não dá. Não há, muitas vezes, articulação entre os vários serviços para que as coisas possam andar bem. Há esforços. As Obras Públicas têm feito um esforço para cumprir as coisas em menos tempo, é preciso reconhecê-lo, mas depois há projectos que, quando são um pouco mais complexos, demoram uma eternidade”.

A entrevista com Carlos Marreiros vai para o ar, hoje, ao meio-dia e na segunda-feira às 10h30, ficando ainda disponível em permanência na página da Rádio Macau na internet.

Hugo Pinto