Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

IAS admite seguros para financiar cuidados à terceira idade
Quarta, 19/09/2018
Para responder ao rápido envelhecimento da população local, o Instituto de Acção Social (IAS) admite introduzir em Macau o modelo japonês de seguros obrigatórios de longo prazo. A hipótese foi admitida por Choi Sio Un, Chefe do Departamento de Solidariedade Social do IAS, no final da segunda sessão plenária da Comissão para os Assuntos do Cidadão Sénior.

No Japão, estes seguros financiam a assistência social aos maiores de 65 anos. Os beneficiários contribuem com um pagamento que varia consoante a sua situação económica. O financiamento dos cuidados é também assegurado por impostos nacionais e locais e por contribuições obrigatórias para os maiores de 40 anos.
Para fazer face aos crescentes custos dos cuidados continuados, Choi Sio Un destacou que este pode ser um modelo interessante para Macau.

“No futuro Macau vai ter uma população muito envelhecida. Nós podemos aprender com o Japão nesta área, por exemplo, estabelecendo um tipo de seguro como o que praticam no Japão e que nos permita ter os recursos necessários para cuidar dos idosos”, afirmou.

Uma delegação da Comissão para os Assuntos do Cidadão Sénior esteve em Tóquio durante o mês Julho para conhecer o modelo japonês de cuidados à terceira idade.

Em Macau, o ritmo de envelhecimento da população vai acelerar nos próximos anos: os últimos Censos davam conta que a percentagem de idosos vai disparar dos 7,2% em 2011 para os 20,7% em 2036.Em 2017 a população idosa era já de 10,5 por cento, num total de 653 mil pessoas.

Na reunião de hoje, a Comissão de Assuntos Sénior anunciou também acções de divulgação do novo regime jurídico de garantias dos direitos e interesses dos idosos, que vai entrar em vigor a 19 de Novembro.
Uma das novidades do diploma é a possibilidade concedida ao Instituto de Acção Social de intervir nos litígios entre idosos e as famílias em matérias de pensão de alimentos, habitação ou património antes mesmo da instauração de processos cíveis.

André Jegundo