Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Protesto de Vong Hin Fai contra Sulu Sou ainda em análise
Segunda, 10/09/2018
A Comissão de Regimento e Mandatos da Assembleia Legislativa está ainda a analisar o protesto de Vong Hin Fai contra o deputado Sulu Sou. Em causa, a intervenção em que o democrata usou a expressão “Assembleia de Lixo”, que resulta de um trocadilho popular em chinês.

Num balanço sobre a sessão legislativa que terminou a 15 de Agosto, Ho Iat Seng defendeu que não teve alternativa a não ser remeter o caso para acompanhamento, uma vez que foi feito um protesto formal. “Não foi o presidente da AL que se ergueu contra [o uso da expressão], foi um deputado. Se eu não ligar a um deputado que fez barulho e a outro que se manifestou contra, como pode ser?”, lançou.

Vong Hin Fai faz parte da Comissão de Regimento e Mandatos, mas o presidente da AL Legislativa entende que o deputado não está impedido de participar na análise do protesto.

Ho Iat Seng voltou, de resto, a defender que, se as regras que procuram evitar conflitos de interesse, forem aplicadas em todos os casos, a Assembleia Legislativa deixa de funcionar. “Não conseguimos alcançar nenhum trabalho. Nem reunimos quórum para votação”, disse.

Para Ho Iat Seng, está também em causa a representatividade dos grupos de interesse: “O parlamento reúne as vozes de vários sectores. Se impedirmos o uso da palavra por parte dessas pessoas, qual é o sentido do parlamento? Não vejo qualquer sentido. (...) Por exemplo, na lei do jogo ou na lei laboral também não podemos impedir a participação dos deputados destas áreas”.

Na última sessão legislativa, os deputados tiveram 51 reuniões plenárias e 166 reuniões de comissão.
A taxa de assiduidade voltou a ser superior a 90 por cento.

O deputado com mais faltas foi, mais uma vez, Vitor Cheung Lup Kwan, que faltou a 12 plenários. Em relação à participação nas reuniões da 3º Comissão Permanente, a que pertence, esteve presente apenas em duas – foram convocadas 56.

No último ano, Vitor Cheung Lup Kwan também não fez qualquer intervenção no período antes da ordem do dia, tal como Chan Chak Mo. Os dois deputados, colegas de bancada no sufrágio indirecto em representação dos interesses culturais e desportivos, também não dirigiram qualquer intrepelação, escrita ou oral, ao Governo.

Sónia Nunes