Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Costa Nunes garante inclusão dos alunos do ensino especial
Quarta, 05/09/2018
Os alunos do ensino especial do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes vão continuar integrados com as restantes crianças da instituição. O ano lectivo arranca amanhã e a escola vai abrir uma sala para o ensino especial, mais tardar, até Outubro.

A nova sala vai servir “para apoios mais específicos”, como contou à TDM – Rádio Macau a directora Marisa Peixoto, mas o Costa Nunes promete continuar a promover o ensino inclusivo para todos os alunos.

“Os alunos de ensino especial vão continuar a estar com as outras crianças e com as educadoras a que estiveram ligados até agora. O plano não está totalmente resolvido, só quando vier a equipa de ensino especial. Mas os almoços, por exemplo, vão continuar a ser junto com as outras crianças. Não há qualquer tipo de diferenciação. Só vão ter apoios mais específicos que vão ser feitos naquela sala”, disse Marisa Peixoto.

Os três alunos que vão compor a turma de ensino especial são os mesmos que já estavam no Costa Nunes no ano passado. A escola optou por abrir a nova sala para oferecer melhores condições às crianças.

“Tentámos assegurar o melhor possível o apoio a estas crianças, por isso pensámos na abertura desta sala. Mas eles vão ser, na mesma, integrados em actividades com os alunos do ensino regular. Os alunos do ensino especial teriam de integrar uma escola onde tivessem sala de ensino especial. Nós não tínhamos e conseguimos assegurar o melhor possível no ano passado, mas não poderíamos continuar a dar a resposta que demos o ano passado. Por isso, decidimos avançar com este pedido e dar a melhor resposta às crianças”, explicou a directora.

A sala vai ter capacidade para seis crianças, mas para já conta com três. A educadora de ensino especial está escolhida veio de Portugal. A escola aguarda ainda aprovação dos Serviços Laborais para efectivar a contratação, algo que não deve acontecer antes de meados de Outubro. Só aí, diz Marisa Peixoto, a sala pode começar a funcionar: “O processo foi entregue a meio de Agosto e estes casos têm demorado cerca de dois meses. Neste momento, os três alunos continuam nas salas de ensino regular, como já estavam e assim vão continuar até à abertura da sala nova”.

O Costa Nunes conta com um total de 223 alunos matriculados, número semelhante ao do ano passado.

João Picanço