Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Governo define limites para metais pesados em alimentos
Segunda, 27/08/2018
O Conselho Executivo deu luz verde a um diploma que estabelece os limites máximos de metais pesados em produtos alimentares. As normas vão ser estabelecidas através de um regulamento administrativo (da competência do Chefe do Executivo) e surgem no seguimento da lei de segurança alimentar, aprovada em 2013.

“Apesar de não serem frequentes os casos de intoxicação aguda provocados pelo consumo de géneros alimentícios contaminados por metais pesados, o seu consumo excessivo pode constituir risco para a saúde”, afirmou Leong Heng Teng, porta-voz do Conselho Executivo.

Os padrões seguem as normas dos “principais locais de origem” dos produtos, mas também as regras em vigor na China e nos territórios vizinhos. Foi também tida em conta os resultados dos testes feitos no mercado de Macau.

Mercúrio, arsénio, chumbo, cádmio e estanho são os metais pesados incluídos neste diploma. Um exemplo: as normas estabelecem que o chumbo presente nas hortaliças não pode ultrapassar 0,3mg por kg.

Sónia Nunes