Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Economia continua a crescer mas a um ritmo mais lento
Sexta, 24/08/2018
O Produto Interno Bruto (PIB) registou um crescimento homólogo de seis por cento no segundo trimestre, em termos reais. O valor ficou abaixo dos 9,2 por cento verificados entre Janeiro e Março, o que é justificado, pelos Serviços de Estatística e Censos, com o “estreitamento do aumento das exportações de serviços” e com a “diminuição acentuada do investimento”.

Segundo um comunicado, a procura externa manteve-se ascendente, com um acréscimo anual de 13 por cento nas exportações de serviços, com destaque para 13,7 por cento nas exportações de serviços do jogo e 13 por cento nas exportações de outros serviços turísticos. As exportações de bens subiram 30 por cento.

A procura interna “desceu tenuemente, arrastada essencialmente por uma contracção anual de 11,9 por cento” no investimento, indicam os dados oficiais.

A despesa de consumo privado aumentou 5,3 por cento, impulsionada pela situação favorável do emprego, com subidas do número total de empregados e do rendimento do emprego.

A despesa de consumo final do Governo aumentou 5,1 por cento.

Os Serviços de Estatística e Censos indicam que, quanto ao investimento do sector privado, “o investimento em activos fixos do sector privado desceu substancialmente 18,9 por cento, dada a conclusão sucessiva das obras de grandes empreendimentos turísticos e de entretenimento, bem como de edifícios residenciais”. Salienta-se o recuo de 22 por cento no investimento em construção, tendo contudo crescido 7,4 por cento o investimento em equipamento.

Em relação ao investimento do sector público, “o enorme investimento em diversos projectos de infra-estrutura impulsionou um crescimento anual de 28,9 por cento no investimento em activos fixos do sector público, realçando-se os aumentos de 21,8 por cento em obras públicas e de 154,7 por cento em equipamento”.

No primeiro semestre, a economia de Macau registou um crescimento homólogo de 7,6 por cento, em termos reais.

Marta Melo