Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Criptomoedas: PJ contactou 25 que investiram 9,2 milhões
Sexta, 10/08/2018
A Polícia Judiciária (PJ) diz ter contactado 25 pessoas que alegam ter investido no negócio da criptomoeda que envolve uma empresa de Hong Kong e a antiga Secretária-Geral Adjunta do Fórum de Macau, Rita Santos, e o filho, o empresário Frederico dos Santos Rosário.

De acordo com informações enviadas à TDM - Rádio Macau, as 25 pessoas representam um investimento total de 9,2 milhões de dólares de Hong Kong.

A PJ explica que as aplicações individuais de dinheiro variam entre 10 mil dólares e dois milhões.

As autoridades indicam que chegaram ao contacto com estas pessoas através de “informação adquirida recentemente”.
Este caso está a ser investigado em Macau e em Hong Kong.

Aqui no território haverá um total de 60 lesados, entre os quais Rita Santos e o filho, que também são responsabilizados por investidores, uma vez que promoveram o negócio em Macau, na sede da Associação dos Trabalhadores da Função Pública, da qual Rita Santos é presidente da assembleia-geral.

De acordo com o TDM - Canal Macau, um empresário de Hong Kong, Dennis Lau, apresentou queixa contra Frederico dos Santos Rosário, alegando que modificou os contratos de modo a pagar juros mais altos.

Segundo o Canal Macau, Frederico dos Santos Rosário e Rita Santos afirmam que entregaram o caso às autoridades e que não podem fazer comentários.

No início desta semana, a PJ informou que um casal apresentou queixa relacionada com este caso.

Hugo Pinto