Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Dennis Lau apresenta queixa contra filho de Rita Santos
Sexta, 10/08/2018
O empresário de Hong Kong Dennis Lau disse ao TDM - Canal Macau que apresentou queixa contra Frederico dos Santos Rosário, no âmbito de uma alegada fraude relacionada com criptomoedas.

Lau alega que perdeu três milhões de dólares de Hong Kong por culpa do filho de Rita Santos.

Este caso, que terá lesado cerca de 60 das 70 pessoas de Macau que investiram, está também a ser investigado pela Polícia Judiciária, além das autoridades de Hong Kong.

O investimento terá sido feito em Abril após promessas de lucros até 25 por cento ao mês, mas desde Junho que não há retorno.

Segundo o Canal Macau, alguns investidores também culpam Frederico dos Santos Rosário, acusando o empresário de ter promovido o negócio juntamente com a mãe.

As sessões promoção foram realizadas na sede da Associação de Trabalhadores da Função Pública de Macau, da qual Rita Santos é presidente da assembleia-geral.

Por seu turno, Frederico dos Santos Rosário atira as culpas para Dennis Lau e diz que foi um dos lesados.

Em declarações à TDM – Canal Macau, o empresário de Hong Kong acusou Frederico dos Santos Rosário de estar “a mentir”.

De acordo com Lau, “a história é totalmente diferente. Ele [Frederico dos Santos Rosário] é o único representante em Macau para conduzir o negócio. Ele é nosso accionista e demos-lhe autorização para fazer negócios em Macau. Ele tem uma participação de 10 por cento na nossa empresa, tem poder suficiente na nossa administração para gerir o nosso negócio regional”.

Lau afirma que foi Rosário quem sugeriu que o negócio fosse expandido para Macau e que foi por causa do filho de Rita Santos que cerca de 60 investidores deixaram de receber os lucros acordados.

Nestas declarações ao Canal Macau, o empresário de Hong Kong acusa ainda Frederico dos Santos Rosário de ter alterado os contratos sem autorização: “Os contratos foram modificados e nós nunca confirmámos essas modificações. Enganou-nos de modo a pagarmos juros a mais às primeiras duas rondas de clientes. Os clientes das duas primeiras rondas são maioritariamente membros da família dele, incluindo a mãe, a mulher, a irmã e o marido da irmã, e também algumas pessoas que têm o mesmo apelido que o Frederico. Isso fez-nos suspeitar que estavam a tentar fazer alguma coisa. Denunciámo-lo à polícia, mas não posso dizer mais”.

Ao Canal Macau, Dennis Lau acrescentou ainda que não é verdade que os investidores de Macau tenham deixado de conseguir falar com a empresa de Hong Kong, garantindo que alguns até continuam a receber os lucros: “Alguns dos clientes de Macau mantêm o contacto connosco para tentar resolver este problema, incluindo algumas pessoas famosas no Governo”.

Segundo o Canal Macau, Frederico dos Santos Rosário e Rita Santos dizem que entregaram o caso às autoridades e que não podem fazer comentários, alegando ainda que foram gravemente lesados.

O empresário de Hong Kong tem uma versão diferente: “Temos confiança que podemos provar que o senhor Fred cometeu um crime neste assunto. Também somos vítimas porque perdemos cerca de três milhões de dólares por causa do erro ou crime dele”.

A Polícia Judiciária disse esta semana que um casal apresentou queixa e afirma agora que não pode dar mais informações sobre este caso.

Hugo Pinto com Inês Santinhos Gonçalves (Canal Macau)