Em destaque

14 de Dezembro 2018: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1727 patacas e 1.1365 dólares norte-americanos.

DICJ: Base de dados sobre concessão de créditos num impasse
Quarta, 08/08/2018
Ainda à espera do Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais (GPDP). O director da Inspecção e Coordenação de jogos diz que a criação de uma base central de dados sobre a concessão de créditos está num impasse. Paulo Martins Chan fala em negociações, mas para já a ideia, lançada em 2016, continua sem avançar.

“Isso foi entre a associação [de promotores de jogo] e o Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais. Do que me lembro ainda há algumas dificuldades para ultrapassar. Está ainda pendente. Ultrapassar as dificuldades vai depender das negociações entre a associação e o Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais”, afirmou.

O regulador anunciou o objectivo para a criação da base de dados em 2016, na sequência de um caso de desvio de dinheiro que envolveu a Dore, uma empresa promotora de jogo em salas VIP dos casinos. Mais de 30 pessoas apresentaram queixa junto das autoridades, alegando terem sido lesadas em 300 milhões de dólares de Hong Kong.

Paulo Martins Chan falava aos jornalistas após a reunião entre o Governo e a 1ª Comissão Permanente da Assembleia Legislativa que analisa na especialidade a proposta de lei que visa interditar a entrada nos casinos dos croupiers fora das horas de trabalho.

Fátima Valente