Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Saúde: Prevista mais colaboração com regiões vizinhas
Segunda, 06/08/2018
Macau, Hong Kong e Guangdong deverão “reforçar a colaboração na prevenção, controlo de doenças transmissíveis e no tratamento de incidentes súbitos de saúde pública nas três regiões”, segundo os Serviços de Saúde.

Num comunicado divulgado hoje a propósito das conclusões da “18.ª Reunião Tripartida entre Guangdong-Hong Kong-Macau sobre a Prevenção e Tratamento de Doenças transmissíveis”, que decorreu nos passados dias 2 e 3 de Agosto, em Zhuhai, os Serviços de Saúde indicam ainda que “deverão ser realizadas trocas mais estreitas nas várias áreas, nomeadamente, comunicação da informação, transferência de casos, isolamento e tratamento, acompanhamento de pessoal, testes de laboratório, controle de infecção e pesquisa de novas tecnologias”.

A mesma nota refere que “o actual mecanismo de notificação funciona de maneira eficaz e desempenha um papel activo e importante na prevenção e controle de doenças infecciosas nas três regiões e na divulgação de informações relevantes”, mas “deverão ser fortalecidos os vínculos e deverá ser mantido e melhorado o mecanismo de notificação”.

Em concreto, os especialistas entendem das três regiões que “deverá ser reforçada a capacidade da resposta de emergência sanitária nas três regiões” nos casos relativos a situações de “infecção humana pela gripe aviária, a Síndrome Respiratória por Coronavírus do Oriente Médio, o vírus Ébola e o vírus Zika”.

Por outro lado, “doenças evitáveis por vacinas, como febre de dengue e a gripe sazonal, doenças transmitidas por insectos”, também motivam que sejam “intensificados os intercâmbios sobre a variação patogénica, a avaliação da eficácia da vacina, os mecanismos de transmissão da doença e a pesquisa e aplicação de novas tecnologias”.

Hugo Pinto