Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

China: Autorizações de trabalho deixam de ser necessárias
Segunda, 06/08/2018
Os residentes de Macau, Hong Kong e Taiwan vão deixar de precisar de autorização de trabalho na China.

Foi o que decidiu, na sexta-feira, o Conselho de Estado, determinando que os cidadãos destas três jurisdições recebam o mesmo tratamento que os residentes locais.

Até aqui, as empresas tinham que pedir às autoridades das respectivas cidades a aprovação da contratação de trabalhadores de Macau, Hong Kong e Taiwan.

De acordo com o China Daily, estas autorizações de trabalho eram um requisito obrigatório na China há mais de duas décadas.

Os interessados tinham que apresentar vários documentos, incluindo a licença de negócio da empresa contratante, certificado de saúde do trabalhador e um documento de viagem válido.

As autorizações tinham ainda de ser renovadas a cada dois anos.

Wang Huiyao, presidente do Centro para a China e a Globalização, disse ao China Daily que a decisão do Conselho de Estado é esperada “atrair um grande número de talentos” e “ajudar as empresas na China a expandir negócios no exterior”.

No caso de Macau e Hong Kong, este especialista considera que a medida vai ajudar a integração das duas regiões na “Grande Baía”, estratégia nacional que inclui ainda a província de Guangdong.

Hugo Pinto