Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

IPM vai processar académico que fez várias acusações
Sexta, 03/08/2018
O Instituto Politécnico de Macau (IPM) vai processar o académico David Quatermain, que esta semana acusou a instituição de ensino de negligência, de não fazer avaliações de professores e de avaliar indevidamente os alunos, e até de nada fazer sobre alegações de assédio sexual.

Em conferência de imprensa, esta tarde, o presidente do IPM, Lei Heong Iok, disse que as acusações feitas em entrevista ao jornal Macau Daily Times na passada terça-feira são falsas e, por isso, Quatermain deve ser responsabilizado: “vamos fazer uma acusação formal contra David Quatermain porque os comentários e acusações infundadas que fez denegriram a nossa imagem publicamente. Vamos reservar o direito da efectivação da responsabilidade jurídica”.

Segundo Lei Heong Iok, as acusações foram “negligentes e de má fé”, e tiveram “um impacto muito negativo nos nossos professores e alunos”.

Ao jornal Macau Daily Times, David Quatermain afirmou que houve “várias alegações de comportamentos agressivos e sexualmente inapropriados e nada é feito”.

O académico deu os exemplos de professoras visitantes de Xinjiang e uma professora de inglês que se queixaram de um professor do Centro de Inglês IPM-BELL, sem que tenha havido qualquer consequência.

Lei Heong Iok negou que o que se passou tenha a gravidade do que Quatermain descreveu: “tratava-se de um professor norte-americano, que também era formador de inglês, e uma assistente. Trocaram um ‘email’ e houve uma palavra inapropriada. É meramente sobre isso que David Quatermain fez essa acusação. Gostava de pedir que julguem: trata-se isto, realmente, de assédio sexual?”

Lei Heong Iok avançou ainda que o IPM reagiu a este caso, averiguando, sem encobrimentos, mas com confidencialidade, a pedido da professora.

David Quartermain, que esteve ligado ao IPM desde 2003 até Julho deste ano, chegou a ser director-adjunto do Centro de Inglês IPM – Bell, mas, segundo Lei Heong Iok, nunca foi professor a tempo inteiro da instituição pública de ensino, apenas formador.

Hugo Pinto